“Dormi em um mundo e acordei em outro” relato do empresario após ficar 21 dias na UTI em coma

A doença mudou o mundo

PUBLICIDADE

O presidente de companhias aéreas foi considerado o caso mais grave de covid-19 no hospital de Ribeirão Preto. Ele foi aplaudido pela equipe medica que o atendeu no hospital, Jose Luiz Felício Filho, de apenas 43 anos de idade recebeu alta nesta quarta-feira 8 de abril após ficar 21 dias internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI).

A maioria dos dias do empresário internado na UTI, ele estava intubado no tratamento contra o novo coronavírus. Ele atualmente é empresário de duas companhias aéreas, cujas suspenderam os vôos nesse período da nova pandemia do covid-19.

Ele atualmente se lembra do inicio quando estava infectado com a nova doença e o que o fez ir até o hospital e como tem sido a sua vida nos últimos dias que saiu da UTI mas não tem idéia do enredo de sua historia no hospital.

Ele relatou ter acordado em um mundo totalmente diferente, e lamenta por isso. Dormi em um mundo e acordei em outro. Ele estava internado e intubado sedado. Sua internação ocorreu em março e ele acordou somente no dia 5 de abril, pois ele estava em coma induzido. A realidade que o mundo esta vivendo chocou o empresário.

PUBLICIDADE

Em seu quadro clinico, foi revelado que ele possui asma, e revelou também que havia feito muitas viagens no dia 8 de março para as cidades de São Paulo e Brasilia, e no decorrer daquela semana ele passou muito mal e teve que seguir para o hospital fazer o teste do aerossol, porque achava que a sua asma poderia ter entrado em crise.