Drª Anahy D’Amico comenta sobre o aumento de trabalho na quarentena

Há 16 anos, participando ativamente como psicóloga e conselheira no programa "Casos de Família", recebeu mais pacientes, a conheceram pela TV.

Há 16 anos, participando ativamente como psicóloga e conselheira no programa “Casos de Família”, recebeu mais pacientes, a conheceram pela TV.

Ela nunca teve tanto aumento de atendimentos, como tem tido nessa quarentena, onde muitos brasileiros tem passado por desafios e muitas dificuldades com a saúde da mente. Junto aos atendimentos, se dedica também aos trabalhos de taquígrafa e influenciadora.

PUBLICIDADE

“Estou com uma rotina muito puxada na quarentena. Sou funcionária do governo, tenho meu próprio consultório e um canal no YouTube.

Desde sempre tendo que conciliar tudo isso, porém agora trabalhando em home office, fazendo vídeos para o canal e dando atendimentos via internet. A quantidade de antedimentos subiram muito, cerca de 50%. E como é difícil cuidar de tudo isso”, confessa.

PUBLICIDADE

Ela atua há 28 anos no Tribunal de Conta de SP, além de ser psicóloga. Ela está querendo se aposentar no final do próximo ano. Mas, por hora, trabalha em horário comercial e tem dividido seu tempo com suas consultas, YouTube e participações no Casos de Família (suspenso por hora) em seu tempo que sobra.

Os atendimentos aos pacientes, estão sendo realizadas à noite durante a semana.

PUBLICIDADE

Desde o ano de 2004 está atuando no programa do SBT, dando conselhos aos participantes com suas brigas e dramas, ela é conhecida pelos telespectadores por sua sensatez e serenidade na telinhas.

Sua fama a ajudou e muito na conquista de clientes e público nas redes sociais – No YouTube, por exemplo, tem quase 800 mil inscritos.

“É certo que muitas pessoas me assistem no programa, entram em contato de alguma forma, telefonam ao SBT. Mas, não é somente na TV que o povo me conhece, mas tenho um público muito bom no Instagram e YouTube. Muitas pessoas querendo terapia, com uma procura muito grande”, confirmou.

Ela diz que o trabalho com pessoas de maneira individual é diferente das que presta no programa, onde só pontua conselhos aos participantes. E disse mais, que geralmente o atendimento “express” no programa, nem sempre ali se encerra.

PUBLICIDADE

Escrito por News Report

Colunista de notícias, visando levar a informação à leitores diversos, através da internet, mídias sociais, redator de plataforma em diversos assuntos.