Durante tiroteio no RJ mãe de 25 anos se joga em cima do filho para proteger a criança de 3 anos e morre com um tiro de fuzil na barriga e outro na cabeça

Ana ficou no meio do tiroteio, para proteger o filho de apenas três anos ela debruçou sobre ele e acabou sendo atingida.

PUBLICIDADE

Ana Cristina da Silva de 25 anos, foi baleada na noite de quarta-feira (26), ela estava indo com o filho para o trabalho, a polícia está investigando o tiroteio que aconteceu na Rua Azevedo Lima no Rio Comprido, na Zona Norte do Rio de Janeiro.

Ana ficou no meio do tiroteio, para proteger o filho de apenas três anos ela debruçou sobre ele e acabou sendo atingida por um tiro de fuzil na barriga e na cabeça.

PUBLICIDADE

Vânia Brito, cunhada de Cristina lamentou dizendo que ninguém espera que aconteça uma coisa como essa, todo dia se ouve nos jornais estão familiarizados com tiroteios, mas quando acontece com a família é algo terrível, ela morreu para salvar a vida do filho.

Vânia disse que está indignada e pede justiça, no tiroteio estava bandido contra bandido, a impressão que todos têm é que o Rio de Janeiro é tomado por criminosos, o Corpo de Bombeiros no dia 27 por volta das 3:50 da madrugada, retornaram ao local com a informação de que quatro pessoas haviam sido baleadas no morro de São Carlos.

PUBLICIDADE

O Corpo de Bombeiros socorreu as pessoas, uma chegou sem vida no hospital e as outras foram atendidas.

Segundo moradores da região, o tiroteio iniciou por causa de uma disputa do tráfico de drogas, criminosos rivais estavam fortemente armados, vários criminosos foram presos.

PUBLICIDADE

Ana Cristina estava indo para o trabalho quando ficou no meio do tiros, ela protegeu o filho para não ser atingido, o Corpo de Bombeiros não conseguiu entrar para socorrer Cristina devido ao intenso tiroteio.

 

PUBLICIDADE

Escrito por Informe Cl

Colunista de notícias dedicada a escrever artigos de qualidade sobre saúde, TV, notícias de grande repercussão, notícias gospel e demais assuntos.