Edmar Santos é acusado de improbidade administrativa por Ministério Público

Ex-secretário é preso no Rio de Janeiro

PUBLICIDADE

Nesta manhã de sexta-feira, 10 de julho, foi preso no Rio de Janeiro Edmar santos, ex- secretário de Saúde.

Ele foi investigado pelo ministério público durante a pandemia e acusado de improbidade administrativa, ele terá que responder pelos crimes de organização criminosa e peculato, no caso de corrupção causada por um funcionário público.

PUBLICIDADE

O ex-secretário é policial militar da ativa e havia sido deposto de seu cargo na Secretaria de Saúde do Rio de Janeiro em 17 de maio. Ainda há suspeitas de fraudes em contratos de compras de aparelhos e outros necessidades hospitalares para leitos privados, visto que tais contatos não haviam licitações.

Primeiramente, havia dito que ele teria sido preso em Nova Serrana, em Itaipava, porém, momentos depois, o Ministério Público deu a confirmação de que havia o detido na sua em casa em Botafogo.

PUBLICIDADE

A prisão dele foi por conta de uma operação realizada pelo Ministério Público estadual através do GAECC- Grupo de Atuação Especializada no Combate à Corrupção.

De acordo com autorização dada pela justiça terá admissão e remoção do conteúdo armazenado nos materiais que também foram apreendidos sobre domínio do ex-secretário, como telefones celulares, computadores e pen drives, e principalmente registros de conversas telefônicas ou telemáticas, através de aplicativos de mensagens, SMS e também WhatsApp.

PUBLICIDADE

Ademais, os bens de Edmar também foram confiscados no valor R$ 36.922.920,00, que equivale ao valor dos recursos públicos que haviam sido retirado para adquirir equipamentos médicos em três contratos, porém não há nenhuma licitação para eles.

Por fim, o Ministério Público declarou que Edmar Santos havia atuado livremente por sua própria vontade e com consciência na ações que foram a ela designadas, fazendo desvio de dinheiro público para realizar compra de aparelhos médicos que nunca chegaram para a população durante este período de pandemia, por conta disso ele responderá pelos crimes de peculato e organização criminosa.

 

PUBLICIDADE

Escrito por Redator News Hero

Sou especialista em notícias da TV, fofocas de famosos e acontecimentos em geral. Também escrevo sobre acontecimentos no meio político.