“Ele sonhava em ser como o Hulk. Adorava o herói” Diz família de menino morto em sua festa de aniversário

Enzo morreu durante a festa de aniversário de quatro anos.

PUBLICIDADE

O menino levou um tiro na região do peito, o criminoso foi preso em flagrante, polícia investiga 3 versões para morte da criança dentre elas um tiro acidental.

Enzo foi enterrado hoje, a criança morreu em seu próprio aniversário no último fim de semana na região de Piabetá que se situa na Baixada Fluminense. A cerimônia de sepultamento foi às três horas da tarde no cemitério em Magé.

PUBLICIDADE

O momento de maior terror foi na hora do “parabéns” quando a criança foi atingida, o pai do menino gravou um áudio muito emocionado contando que seu filho estava muito ansioso para sua festa de aniversário, “Meu filho estava fazendo quatro anos, estava bastante feliz com a sua festinha do incrível Hulk.

Ele estava a mais de um mês perguntando se o aniversário dele era no dia seguinte”. Dado as informações que a polícia deu o suspeito era Pedro Vinícius, o rapaz tem 21 anos. O mesmo entrou na festa de aniversário com outros convidados, junto as investigações após a prisão do jovem se levanta a hipótese de um disparo acidental.

PUBLICIDADE

Pedro contou a polícia que o disparo foi acidental dizendo que a arma caiu no chão e atingiu o menino, a mãe do Enzo contou que ouviu Pedro discutindo com as crianças e logo depois um disparo de uma arma foi ouvido pelos convidados causando alvoroço e correria.

O pai de Enzo disse que a história é muito diferente, conta que o autor do crime abraçou o menino e depois atirou “O cara apenas abraçou meu filho e depois deu um tiro no peito dele, assim mesmo desse jeito. Depois do acontecido a minha esposa pegou meu filho botou ele no carro com a irmã dele e foi direto para o hospital e eu fiquei nervoso perguntando ao cara o que ele tinha feito por que ele fez aquilo” conta Douglas o pai de Enzo muito abalado.

PUBLICIDADE

O homem por trás do crime se encontra preso por porte ilegal de arma e homicídio culposo ( sem intenção de matar). A polícia de Piabetá está ao decorrer da semana ouvindo outros convidados e parentes da criança que se encontravam na festa, caso comprove que a versão do pai de Enzo seja verdadeira as acusações contra Pedro será mudada para homicídio doloso (quando há intenção de matar).

PUBLICIDADE

Escrito por Melissa Lopes

Trazendo "De tudo um pouco" por aqui. Relacionamento, curiosidades, notícias, receitinhas que amamos! Seja bem vindo!