Em depoimento médico faz triste revelação sobre medo e resiliência: ” Sei que vou me contaminar com a Covid-19, mas não posso parar”

Em uma entrevista feita por telefone durante o seu plantão no Sírio Libanês em São Paulo o médico fala sobre resiliência e medo.

PUBLICIDADE

O médico Ismael Perez flores de 35 anos fez uma revelação triste e verdadeira sobre o medo que enfrenta na batalha contra o coronavirus.

O médico começa o vídeo pedindo desculpa por sua voz sua vó abafada, ele então retira a máscara para que as pessoas ouçam o que ele tem a dizer.

PUBLICIDADE

Em uma entrevista feita por telefone durante o seu plantão no Sírio Libanês em São Paulo o médico fala sobre resiliência e medo. O médico acumula uma carga horária de até 72 horas semanais e informou que as UTI do Hospital Sírio Libanês passaram a ser 80% ocupadas por pacientes infectados por coronavirus.

O médico revelou que sabe que em algum momento ele irá se contaminar com o coronavirus e que sente medo disso, mas no entanto, como é um profissional da área da saúde precisa estar preparado para saber lidar com essa situação.

PUBLICIDADE

Ele chamou isso de resiliência que é o fato de você saber que pode ficar doente, mas precisa continuar trabalhando por causa de outras pessoas que precisam dele.

Ele ainda ressaltou que se os médicos e enfermeiros não trabalhassem por causa do medo que sentem, todas as pessoas ficariam sem atendimento e sem os cuidados necessários.

PUBLICIDADE

O médico Ismael ainda disse que os hospitais abriram novas alas de UTIs com mais leitos para receber os pacientes que estão em estado grave. Alguns hospitais estão separando os locais, alas apenas para pacientes com Covid-19.

Os profissionais de Saúde que atuam nesses locais isolados trabalham paramentados com todos os equipamentos, mas nem sempre esses equipamentos são suficientes para impedir que eles se contaminem.

veja o vídeo nesse link:

https://g1.globo.com/sp/sao-paulo/video/medico-intensivista-comemora-melhora-de-paciente-com-covid-19-8471045.ghtml

Ismael disse que o que mais choca toda equipe médica e os enfermeiros é a morte de pacientes jovens por coronavirus. Todos ficam chateados e chegam a se sentir desanimados.

Por outro lado, quando eles vêm pacientes evoluindo bem e saindo dos respiradores, isso acaba trazendo conforto para seus corações e tirando aquela sensação ruim por não ter conseguido evitar a morte dos pacientes que se foram.

 

PUBLICIDADE

Escrito por Informe Cl

Colunista de notícias dedicada a escrever artigos de qualidade sobre saúde, TV, notícias de grande repercussão, notícias gospel e demais assuntos.