Em meio ao velório, prestes a ser cremada viva, mulher é salva pela filha da Argentina

Enquanto a filha se despedia da mãe, ela notou que a idosa estava respirando no caixão

PUBLICIDADE

Devido a um erro que ocorreu em um hospital da cidade de Resistencia, na Argentina, uma idosa de 84 anos de idade quase acabou sendo cremada viva no último domingo (24). O momento ocorreu durante o velório, com o caixão prestes a ser encaminhado para o crematório. Pouco antes do momento em questão, no entanto, a filha da idosa notou que ela estava viva.

Em uma entrevista que foi concedida para o jornal argentino ‘Clarín’ o chefe de comunicação da polícia declarou que a idosa foi levadapara o hospital no sábado. Ela se sentiu mal, e por isso foi levada ao local. Devido à idade da idosa, os médicos optaram por encaminharem ela para a Unidade de Terapia Intensiva (UTI) por precaução.

PUBLICIDADE

No dia seguinte, ao ir até o local para visitar a mãe, a filha recebeu a informação de que ela havia sofrido com uma parada cardiorrespiratória, e que havia falecido. Logo em seguida, após a notícia, a família se preparou para realizar a cremação da idosa, por acreditar que a mesma havia de fato morrido.

Devido à pandemia da Covid-19, os corpos na Argentina estão sendo colocados em um caixão lacrado, apenas com um vidro para que os parentes consigam ver o morto. Além disso, também é colocada uma máscara no rosto da pessoa morta. Os funerais agora também estão restritos e duram apenas uma hora, contando somente com a presença de pessoas próximas.

PUBLICIDADE

Durante o velório pouco antes de ir para a cremação, a jovem notou que a máscara se movia no rosto da mãe. Neste momento ela ligou para o hospital, e foi constatado de fato os sinais vitais da idosa, que estavam fracos, mas ainda existiam.

 

Via: g1.globo.com

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Escrito por Redator News Hero

Sou especialista em notícias da TV, fofocas de famosos e acontecimentos em geral. Também escrevo sobre acontecimentos no meio político.