Em menos de duas horas, irmãos morrem na decorrência de Covid-19, no RN

Ambos, era parentes próximos do prefeito de Cerro Corá. Nesta terça-feira (1°), no Rio Grande do Norte, dois irmãos morreram, com intervalo de menos de duas horas.

PUBLICIDADE

Ambos, era parentes próximos do prefeito de Cerro Corá. Nesta terça-feira (1°), no Rio Grande do Norte, dois irmãos morreram, com intervalo de menos de duas horas. Ambos era cunhados do prefeito do município Raimundo Marcelino Borges, mais conhecido com o apelido Novinho.

 

De acordo com ele, uma das vítimas Ivones Silva, de quarenta e seis anos, estava doente já tinha algumas semanas, mas precisou de ir a uma unidade de saúde, no útlimo dia vinte e quatro de maio. Ele permanecia, numa unidade hospitalar na capital.

PUBLICIDADE

Já o irmão, Manoel Neto da Silva, de cinquenta anos, era submetido a um tratamento em Caicó, também no mesmo estado. Raimundo, em suas palavras disse, que quando souberam que Ivones, tinha morrido, eram umas dezoito horas, mas logo pouco tempo depois, sem ter dado duas horas da primeira noticia, soube que Neto tinha morrido.

Na noite desta terça-feira (1°), foi divulgado o boletim onde consta que o município consta de onze vitimas mortais, confirmadas na decorrência de coronavírus, tem ainda mais quatro doentes hospitalizados, e noventa e quatro, seguindo tratamento domiciliar.

PUBLICIDADE

O prefeito confirmou ainda, que desde que a pandemia começou, a cidade estava tranquila, referente aos casos e a óbitos, mas acabou quando o estado decidiu acabar com as medidas de restrição.

Ele disse ainda, que na cidade, a situação da pandemia, estava calma, que apenas se registrava, uns dez casos. O deputado destaca que sempre acompanhava todas as novas medidas do estado, mas depois da flexibilização, o povo decidiu levar uma vida normal, e foi aí que complicou a situação, aumentando os casos para os números atuais.

PUBLICIDADE

O munícipio é pequeno, e desde que a pandemia iniciou, o estado teve aproximadamente quase quinhentos casos positivos. Mas atualmente, ainda existe uma suspeita de cinquenta casos, no qual o boletim indica um grande caso alto.

 

PUBLICIDADE

Escrito por Carla Sofia

Sou especialista em Receitas, dicas e saúde! Gosto sempre de estar atualizada de novas receitas e formas medicinais!