Enfermeira e marido encontrados mortos em casa teriam marcado consulta no psiquiatra, ela chegou a comemorar a cura do marido de Covid-19

Amigos falaram que os dois viviam bem, Fabrício que é suspeita de ter matado esposa e cometido o suicídio,

O cirurgião dentista Fabrício Davi Jorge 42 anos e a enfermeira Poliana Pereira de Moura de 35 anos, que morreram na madrugada da última quinta-feira (30), tinha marcado uma sessão com uma psiquiatra nesta sexta-feira (31).

Os dois irão iniciar o tratamento, uma sessão dupla, segundo informações a psiquiatra chegou a ligar para o casal no dia que aconteceu o crime para confirmar a consulta, ela não sabia do que havia acontecido.

Amigos falaram que os dois viviam bem, Fabrício que é suspeita de ter matado esposa e cometido o suicídio, era uma pessoa boa, um homem do bem, nunca ouviram falar de violência doméstica.

Este amigo indicou a terapeuta, porque sentiu que Fabrício estava precisando de uma acompanhamento, ele era alegre, amigo de todo mundo e gostava muito dela, era muito trabalhador.

Um tempo antes de acontecer a tragédia, Poliana postou nas redes sociais comemorando a recuperação de Fabrício que havia contraído covid-19, ela estava comemorando por ele ter se recuperado.


Escrito por Informe Cl

Colunista de notícias dedicada a escrever artigos de qualidade sobre saúde, TV, notícias de grande repercussão, notícias gospel e demais assuntos.