Equador retira quase 800 corpos de casas em Guaiaquil; foco de casos da covid-19

Momento trágico para o Equador onde pessoas estão morrendo em suas própria casas

PUBLICIDADE

Drasticamente hoje o mundo vive de forma totalmente mudada por causa da pandemia do novo vírus do coronavírus. Na qual a situação está se agravando ainda mais em países pobres com poucos poderes ecomímicos para utilizarem em momentos como estes. Já a rotina das pessoas mudaram em todo o mundo as autoridades tiveram que tomar decisões pesadas para conter o avanço da doença, medidas como Isolamento social e fechamento de diversas lojas e cancelamento de eventos de grande porte tiveram que ser cancelados para se evitar aglomerações.

PUBLICIDADE

O governo do Equador contou ontem para mídia  que removeu quase 800 mortos dentro de casas nas últimas horas na região Guaiaquil, o foco principal de aumento de contaminados pela covid-19 em todo país, após a super lotação dos hospitais e das funerárias por causa do aumento brusco da pandemia.

O comandante de policiais na cidade de Guaiaquil disse que o número de falecidos em casa passou de 700 óbitos, criando o maior caos em todo o país e o colapso nas unidades de saúde.

PUBLICIDADE

O comandante Jorge Wated , que está a frente da policia, publicou em sua conta do twitter que foi criada uma enorme força-tarefa em grupo, que está auxiliando cerca de 3 semanas, e que até o momento o balanço de contagem de falecidos chegou 771 mortos em casa e 631 em unidades de saúde, que estão com os necrotérios cheios sem mais nenhum espaço.

PUBLICIDADE

Infelizmente o país está vivendo um verdadeiro caos, por conta de toda essa situação famílias agora fazem denúncias a autoridades para que os corpos de seus entes queridos tenham um minimo de um enterro digno, que até o momento estão fazendo sem ao menos avisar parentes.

A região costeira de Guayas concentra 72% de individuos que contrairão o covid-19. E em sua capital, Guaiaquil, tem no total de 4.000 infectados, segundo o governo nacional. O governo equatoriano também se comprometeu de enterrar os entes queridos das pessoas por causa da  crise econômicas e principalmente pela falta de condições das famílias.

Recentemente, foi feito um balanço e um alerta para os médicos que número de óbitos poderiam aumentar drasticamente que ainda nesses meses chegaria a 2.500 a 3.500, mortos e centenas de infectados apenas na região de Guayas.

PUBLICIDADE

Escrito por Wellington Pereira Da Silva

Sou Estudante e redator amo escrever as melhores notícias ,curiosidades, historias ,dicas e entretenimento você encontra por aqui.