Escritor que morreu com a Covid-19 havia pedido que a doença matasse o presidente Bolsonaro e ofendido a Deus: “Se a justiça divina existisse eliminaria o clã Bolsonaro”

. Sérgio estava internado em um hospital da rede particular que fica na zona norte da cidade do Rio de Janeiro cidade.

PUBLICIDADE

O Brasil já soma um grande número de vítimas de coronavírus no país, infelizmente muitas pessoas já partiram em decorrência da doença que vem assolando o mundo inteiro.

O escritor Sérgio Sant’Anna é mais uma das vítimas do coronavirus, ele é autor do livro “O Sobrevivente” e acabou morrendo no último domingo (10) por causa da doença

PUBLICIDADE

. Sérgio estava internado em um hospital da rede particular que fica na zona norte da cidade do Rio de Janeiro cidade onde o escritor morava desde 3 de Maio.

A notícia da morte do escritor foi dada por sua irmã através da página do facebook onde a postagem encheu-se de mensagens de solidariedade e também de pêsames, no entanto algumas mensagens foram apenas para recordar uma publicação polêmica de Sérgio contra o presidente Jair Messias Bolsonaro.

PUBLICIDADE

Declaradamente contra o governo atual Sérgio fez uma crítica pesada a Bolsonaro desejando em sua postagem que o presidente juntamente com toda a sua família morresse com o coronavírus, além de desejar que a doença exterminasse também outras pessoas.

A postagem feita por Sérgio aconteceu no dia 3 de abril onde o escritor que era contra o governo de Bolsonaro acusava também a Deus de ser injusto ou inexistente, dizendo que se a justiça divina existisse, o coronavirus iria dizimar todo o clã Bolsonaro e seus seguidores, além do general Mourão, Donald trump e outros mais.

PUBLICIDADE

Mas, ele ainda afirmou que como Deus não existe ou é indiferente as pessoas que morrerão com a doença serão apenas os pobres.

A postagem está ativa na página de Sérgio até hoje e gerou muita controvérsia e discussão na internet. Os usuários ficaram divididos em suas opiniões, alguns concordavam com os dizeres de Sérgio, outros no entanto, acharam um absurdo a forma como o escritor ofendeu a Deus e ao atual governo.

 

Via: pleno.news

PUBLICIDADE

Escrito por Informe Cl

Colunista de notícias dedicada a escrever artigos de qualidade sobre saúde, TV, notícias de grande repercussão, notícias gospel e demais assuntos.