“Eu vou pra UTI, só não tem vaga em nenhum lugar, amo vocês”, foram as últimas palavras da mãe que morreu vítima da covid-19

Valéria, que tinha 42 anos, estava internada em decorrência de complicações da covid-19. Em um hospital público de Esteio, município do Rio Grande do Sul.

PUBLICIDADE

Valéria de 42 anos estava internada no hospital público no Rio Grande do Sul, estava em tratamento contra as complicações da covid-19.

PUBLICIDADE

Devido ao caos enfrentado no estado e em diversas outras regiões do país com o aumento da contaminação da covid-19, os leitos estavam lotados.

Por meio do WhatsApp ela havia compartilhado diversas mensagens com os familiares e chegou a se despedir por não ter UTI na região e por não estar conseguindo com tratamento adequado.

PUBLICIDADE

A filha de 23 anos chegou a publicar no Twitter após a morte de Valéria a última mensagem que a mãe havia enviado para ela.

A publicação foi aconselhando que todos a usar máscara e sair de casa somente quando for necessário, ela havia falado para filha que estava indo para UTI, mas não havia vaga não tinha lugar e se despediu dizendo que amava a todos.

PUBLICIDADE

Essa situação que Valéria viveu ilustra o que milhares de pessoas tem vivido em todo o Brasil nos últimos dias, um crescimento enorme de pessoas internadas em UTIs, os casos se tornam dramáticos pois em muitos locais não há vagas.

A publicação feita pela filha nas redes sociais teve mais de 120 mil curtidas e mais de 13 mil compartilhamentos.

A família relatou que Valéria cuidava-se bastante para não ser contaminada, ela sempre usava máscara, mas acreditam que ela foi infectada em quanto atendia alguns clientes no local onde trabalhava, a filha disse que a mãe sempre falava com os clientes para usarem máscara, mas muitos não se importavam.

 

PUBLICIDADE

Escrito por Informe Cl

Colunista de notícias dedicada a escrever artigos de qualidade sobre saúde, TV, notícias de grande repercussão, notícias gospel e demais assuntos.