Ex-namorada da adolescente de 14 anos torturada e morta em Maria Farinha tinha comportamento ameaçador e agressivo

A família de Raíssa falou sobre o comportamento agressivo da ex-namorada.

PUBLICIDADE

Raíssa Sotero Rezende de 14 anos foi torturada e morta por outras duas adolescentes na praia de Maria Farinha, as autoras do crime filmaram toda ação criminosa e depois compartilharam nas redes sociais.

Uma das assassinas era ex-namorada de Raíssa. O crime teria sido motivado por ciúmes já que a Raíssa teria terminado o relacionamento com a acusada e estaria namorando um jovem.

PUBLICIDADE

Durante uma entrevista a família de Raíssa disse que eles nunca aprovaram namoro da filha com a acusada, não porque ela era uma mulher, mas porque tinha um histórico de violência e já havia sido presa por roubos e envolvimentos no mundo do crime, a jovem era agressiva, ameaçadora.

A mãe de Rayssa contou uma entrevista que a filha havia apanhado e tinha várias cicatrizes pelo corpo, Raíssa teria até fugido de casa por causa da namorada e que a mãe precisou acionar ajuda do Conselho Tutelar para trazer a filha de volta para casa.

PUBLICIDADE

Depois disso a filha começou um namoro com jovem de 17 anos que disse que também acredita que o crime tenha sido motivado por ciúmes já que a ex- namorada era violenta e passou a fazer ameaças a Raíssa.
A adolescente foi encontrada na praia sem vida com uniforme da escola, o vídeo que foi compartilhado nas redes sociais mostra o quanto a adolescente sofreu antes de morrer, as acusadas foram presas depois do crime.

O pai de Raíssa contou que não via problemas da filha namorar com uma mulher, desde que fosse alguém de bom caráter, a ex-namorada não era uma boa companhia para sua filha fato o que ficou provado diante da crueldade que ela foi capaz de cometer contra Raíssa apenas por vingança e ciúmes.

PUBLICIDADE

A família de Raíssa está transtornada, o pai ficou sabendo da morte da filha vendo o vídeo da tortura a mãe precisou de uma cadeira de rodas, não conseguiu sequer andar tamanho o choque. A jovem foi enterrada na última quarta-feira (26) no cemitério de Santo Amaro sobre forte comoção e muita revolta.

Infelizmente o crime pode não dá em muita coisa já que as acusadas são menores de idade e o país não permite que respondam da forma que merecem, diante da natureza brutal do crime as duas mereciam nunca mais sair da cadeia.

 

PUBLICIDADE

Escrito por Pedro Henrique

Amo escrever sobre todo o tipo de assunto, notícias e atualidades são minha paixão. Contato: [email protected]