PUBLICIDADE

Familiares dos meninos desaparecidos há uma semana, em Belford Roxo realizaram protesto neste domingo: “Ficam passando trote” lamenta a mãe de um dos meninos

As crianças estão desaparecidas há uma semana, em Belford Roxo.

PUBLICIDADE

Neste último domingo (3), a família dos três meninos desaparecidos desde domingo (27), realizaram um protesto. A manifestação, irá dar início no Hospital Joca, situado na Avenida Retiro da Imprensa. Logo após, os familiares vão com destino a Feira de Areia Branca, próximo do local onde as crianças desapareceram, e por fim termina na 54! DP, de Belford Roxo.

O caso está a ser investigado, pelo setor de desaparecidos. Os três meninos, de oito, dez e onze anos, saíram de casa no dia 27 do último mês, próximo de as 10h30, para irem para o campo de futebol brincarem, que fica próximo do condomínio de onde residem, no bairro Castelar.

Falsas informações

A família dos meninos, lamentam sobre o grande elevado número de trotes que têm recebido, sobre o paradeiro dos meninos. Durante uma entrevista ao G1, o gerente de SOS Crianças desaparecidas, Luiz Henrique, falou que três por cento das denúncias, que foram feitas não passaram de brincadeiras de mau gosto.

PUBLICIDADE

A Fundação de Infância e Adolescência, tinha recebido até esta terça-feira (29) mais de sessenta denúncias sobre o caso. Nos quais, segundo a mesma fonte informa, todas estão a ser investigadas.

A mãe de um dos meninos, Alexandre lamenta o desaparecimento do filho, ela conta que já rodou tudo e nada. Conta ainda que apenas ficam passando trote e falando que eles estão em tal lugar, mas quando correm para lá, nem pista, nada.

Ainda segundo a informação dos parentes, os meninos estavam habituados a brincarem sozinhos. Logo no início da tarde, próximo das catorze horas, eles sempre regressavam a casa para almoçar, mas nesse domingo isso não aconteceu.

PUBLICIDADE

Uma tia de um dos meninos, Ednalda continua com a esperança apesar de todas as brincadeiras sobre o falso paradeiro. Ela contou ainda ao G1, que uma das denúncias recebidas, apontam que os meninos se encontravam na Barra da Tijuca, mas a informação não foi confirmada.

Ednalda relembra, que disseram que eles estavam na Barra, e deslocaram-se até lá com a esperança de os encontrarem, mas eles não estavam lá. Depois enviaram uma foto, no qual suspeitavam ser eles, mas chegando ao local, tratava-se de outras crianças. As buscas continuam para que as crianças sejam encontradas.

 

Via: g1.globo.com