Faxineira desempregada por causa da pandemia divide prato de comida com 7 filhos: ” Não ficamos com fome porque pedi a vizinha”

A faxineira desabafou dizendo que não chora na frente dos filhos, mas chora escondido.

PUBLICIDADE

Muitas pessoas no mundo estão em situação crítica, devido a pandemia da covid-19, Elaine Borges é mãe de 7 filhos e por causa do isolamento social ela ficou desempregada, está sem trabalho desde março, o início da pandemia de coronavírus.

Elaine é faxineira e ganhava por mês cerca de r$ 500, é pouco para cuidar de uma família com 7 filhos, mas sem esses 500 é ainda pior, ela relatou que as dificuldades aumentaram grandemente quando não houve mais trabalho, segundo Elaine o que tem socorrido a família são os vizinhos.

PUBLICIDADE

Disse que por causa dessa situação não chora na frente dos filhos, mas chora quando está sozinha, fica preocupada por não ter o que fazer, triste por seus filhos não terem o que comer direito, a situação só não ficou pior porque a vizinha deu para ela um prato de comida e ela dividiu com os filhos.

É ruim, dói muito, o filho pede uma coisa para comer e não tem, quando a reportagem foi na casa de Elaine ela não tinha gás de cozinha, ela é mais uma vítima do desemprego no país causado pela pandemia, que tem afetado empresários, comerciantes e trabalhadores autônomos, mas principalmente a classe mais pobre que não tem nenhum recurso a não ser o apoio e ajuda de pessoas caridosas.

PUBLICIDADE

O auxílio emergencial tem saído, mas muitas pessoas tem um aluguel para pagar, tem água tem luz e acaba não sobrando para o alimento, é uma situação triste que milhares de pessoas estão vivendo.

Segundo a Superintendência Regional do Trabalho, milhares de pessoas estão realizando o pedido de seguro-desemprego, mas infelizmente muitos são trabalhadores informais e não tem carteira assinada, assim a situação se torna mais difícil.

PUBLICIDADE

Segundo a Secretaria Estadual de Saúde, o Estado do Piauí tem 421 mortes pela covid-19, já são mais de 12.000 casos confirmados no Estado, segundo o governo do Piauí não há uma data prevista para a retomada das atividades econômicas no estado, tudo dependerá da diminuição dos casos de mortes pela doença.

PUBLICIDADE

Escrito por Informe Cl

Colunista de notícias dedicada a escrever artigos de qualidade sobre saúde, TV, notícias de grande repercussão, notícias gospel e demais assuntos.