Filha que implorou por uma vaga na UTI, perde o pai na decorrência de Covid-19 em MT

O novo coronavírus, continua a fazer dezenas de vítimas, nos quais muitas delas tentam um leito na UTI, o que se torna quase impossível.

PUBLICIDADE

Nesta terça-feira (13) Ubiraci Brandão Miranda, de cinquenta e seis anos representante comercial, foi mais uma das vítimas da doença. Ele permanecia internado há trinta e sete dias, numa unidade de UTI, em Cuiabá.

Já no último mês, a filha dele tinha implorado por um leito na unidade para o pai, e chegou a conseguir depois de um pedido na Defensoria Pública de MT, ter sido deferido.

PUBLICIDADE

O representante, tinha dado entrada na Unidade de Terapia Intensiva, no dia nove do último mês, e no dia seguinte, numa unidade hospitalar ele estava com apenas dez por cento de pulmão descomprometido.

Bárbara Miranda, filha dele na ocasião, afirmou à época, que a diária seria de sete mil reais, no qual a família estava a tentar realizar a transferência para uma unidade hospitalar pública, no qual não tinha condições de pagar os custos da unidade privada.

PUBLICIDADE

Enquanto permanecia hospitalizado, ele passou por diversos procedimentos, para tentar mudar o seu estado clinico, no qual entre eles um traqueostomia. Além de não ter comorbidades, de acordo com a família, o seu estado de saúde era considerado grave.

No qual ele chegou a ter apenas metade da saturação, e no primeiro dia que estava hospitalizado. No qual para maioria das pessoas com saúde estável, o nível fica entre nos noventa e os cem por cento.

PUBLICIDADE

De acordo com os colegas de trabalho da vítima, confirmaram que ele era uma pessoa muito alegre, e estava sempre bem disposto a ajudar. Ubiraci, deixa a esposa e três filhos.

 

PUBLICIDADE

Escrito por Carla Sofia

Sou especialista em Receitas, dicas e saúde! Gosto sempre de estar atualizada de novas receitas e formas medicinais!