Funcionários de hospital em Manaus pedem socorro em vídeo: ‘é muita gente morrendo’

Em decorrência da situação enfrentada na cidade, os profissionais pedem ajuda

PUBLICIDADE

Nos últimos dias o cenário enfrentado em Manaus em decorrência da pandemia do Covid-19 é desolador, e provocou um estado de alerta. Na últimas semanas a cidade tem passado por uma aumento em relação aos novos casos e mortes causadas pela doença, e tem deixado um cenário desesperador para os profissionais de saúde.

Na última quinta-feira (14) um vídeo emocionante passou a circular pelas redes sociais, onde mostra alguns dos profissionais de saúde da cidade, que relatam o momento que estão vivendo atualmente diante da pandemia. Os profissionais relatam que estão passando por uma situação complicada pela falta de oxigênio para os pacientes com Covid-19 na região.

PUBLICIDADE

Na gravação que tem rodado pelas redes sociais, uma funcionária de um hospital mostra um pouco do estado do Serviço de Pronto Atendimento (SPA) e Policlínica Dr. José Lins. Ela então narra a situação vivida e descreve a mesma como sendo ‘deplorável’, e revela que o oxigênio acabou em toda a unidade de saúde em que trabalha, deixando pacientes com a doença, entre outros, sem acesso a ele, que é essencial à recuperação.

Em seguida, a funcionária desabafa e fala sobre o cenário vivido no momento, onde muitas pessoas estão morrendo. Ela então pede que quem tiver disponibilidade em oxigênio para levar para o SPA para ajudar os profissionais no tratamento de pessoas com o Covid-19. Emocionada, a profissional de saúde implora por ajuda para o local de trabalho, alegando novamente que muita s pessoas estão morrendo.

PUBLICIDADE

Em uma visita que ocorreu nesta semana do ministro da Saúde Eduardo Pazuello à capital amazonense, o mesmo alegou que o estado do norte será prioridade na campanha de vacinação contra o Covid-19. De acordo com o que foi informado nesta quinta-feira (14) prefeitos declararam que o responsável pela pasta relatou que a imunização ocorrerá na próxima quarta-feira (20). No entanto, ainda é necessário o aval da Anvisa para as vacinas em questão, para que sejam usadas em caráter emergencial.

 

Via: welteodoro.com

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Escrito por Redator News Hero

Sou especialista em notícias da TV, fofocas de famosos e acontecimentos em geral. Também escrevo sobre acontecimentos no meio político.