Gêmeas trans que passaram por cirurgia de readequação de sexo, dizem que sofreram preconceitos, mas nunca foram rejeitadas pela família

Mayla Phoebe de Rezende passa bem o pós-operatório. Ela e a irmã gêmea Sofia, de 19 anos, fizeram cirurgia de readequação de sexo em um hospital de Blumenau, no Vale do Itajaí.

PUBLICIDADE

A jovem trans Mayla de Resende após a cirurgia está passando bem a imã Sofia de 19 anos também fez a cirurgia da troca de sexo em um hospital de Blumenau.

Mayla teve alta no dia (13) sábado e Sofia no domingo dia (14), as duas afirmaram que tiveram total apoio da família e se sentiram aliviadas, logo após a cirurgia sentiram desconforto algumas dores, mas a alegria de ter realizado o sonho supera tudo.

PUBLICIDADE

Elas nasceram biologicamente do sexo masculino, mas desejavam fazer essa transição quando completassem a maioridade e considera esse ato uma grande conquista, elas disseram que se identificavam no sexo feminino e sempre pedia a Deus para que virasse uma menina.

As irmãs disseram que os procedimentos foram pagos pelo avô, ele chegou a vender uma casa para pagar o procedimento, elas são de Minas Gerais e dizem que sofreram muitos preconceitos em todos esses anos, nas escolas, na rua, sofreu preconceitos e deboches.

PUBLICIDADE

Mas se fortaleceram com o apoio da família, o amor e todo carinho que os familiares davam, nunca foram rejeitado pelos parentes, pelo contrário eles estenderam a mão em todo esse momento e o avô tornou possível esse sonho.

Mayla está fazendo faculdade sonha em mudar para Santa Catarina e pretende ter uma família uma carreira e adotar uma filha.

PUBLICIDADE

Mayla e Sophia fizeram a cirurgia em um hospital particular, mas a cirurgia é concedida pelo SUS, a espera pelo processo pode durar até cinco anos.

PUBLICIDADE

Escrito por Informe Cl

Colunista de notícias dedicada a escrever artigos de qualidade sobre saúde, TV, notícias de grande repercussão, notícias gospel e demais assuntos.