Governo Bolsonaro terá de se explicar na ONU por vídeo divulgado e sua resposta à pandemia

O governo brasileiro não tem o direito de usar a covid-19 como uma cortina de fumaça para ampliar o desmatamento.

PUBLICIDADE

O governo do Presidente da República, Jair Bolsonaro, não possui  o direito de utilizarem a doença do coronavírus como uma cortina de fumaça, que mascara o desmatamento e a sua ampliação desenfreada.

Este alerta esta sendo emitido e lançado pelo Baskut Tuncak, cujo é relator especial das Nações Unidas. A pauta abordada por ele, é sobre as implicações para os Direitos Humanos da Gestão e Disposição Ambientalmente Adequada de Resíduos e Substâncias Tóxicas.

O ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, sugeriu em uma reunião do governo que aconteceu no dia 22 de abril, cujo teve a divulgação do vídeo, que a administração federal se aproveitasse desta pandemia, para que pudessem “mascarar” a situação nos termos de desregulamentação ambiental. O vídeo desta reunião apenas foi publicado após ter consentimento judicial e o impacto que trouxe foi maior do que o esperado.