Grávida dá à luz intubada e conhece a filha apenas um mês depois, o dia das mães será com ambas curadas em casa: ” Vou passar o dia das mães com meu milagre”

Após ter contraído a doença de coronavírus, Rafaela precisou de realizar uma cesariana com sete meses de gestação.

PUBLICIDADE

Rafaela dos Santos, é dona de casa e deu à luz sem saber. Ela estava intubada, enquanto fazia tratamento contra a doença, quando deu a luz a primeira filha. Ela passou por complicações causadas pela doença, e apenas conheceu a filha pessoalmente, um mês depois de ter passado por uma cesariana.

Mas a boa notícia para a dona de casa, é que neste domingo dia 9, se comemora o dia das mães, e ela vai poder ter um dia feliz com a filha, em casa. De acordo com ela, os primeiros sintomas da doença que surgiram foi dor de cabeça, febre e dores no corpo.

PUBLICIDADE

Rafaela ainda fez o teste da doença, mas diagnosticaram negativo. Só depois de ela ter realizado uma tomografia, foi detetada a doença, e o estado de gravidade do seu estado clinico.

Mais de metade do seu pulmão, já estava comprometido. Passado pouco tempo, ela foi reencaminhada para a UTI, e foi intubada. No decorrer da internação, ela foi submetida a medicamentos, que ajudaram a causar um parto prematuro.

PUBLICIDADE

Rafaela deu a luz através de uma cesariana, com sete meses de gestação, enquanto ainda permanecia intubada. Devido a estar anestesiada, ela não sentiu nada do parto, nem sabia que a filha estava a nascer.

De acordo com Melania Amorim, foi a responsável pela interrupção da gravidez. Ela disse em suas palavras, que a paciente estava sedada, e sob efeitos de medicamentos, e ainda intubada, por isso decidiram fazer a interrupção da gravidez. No qual a família foi informada, e o parto realizado, conclui.

PUBLICIDADE

A pequena Sofia Vitória, também necessitou de ser intubada, durante um mês depois do parto. O tao esperado encontro de mae e filho, ocorreu ao fim de mais de um mês, devido a Rafaela ter tido uma pneumonia, e necessitou de regressar a UTI, e ser intubada mais uma vez.

Nesta sexta (7), a bebê completou três meses, e se recuperou muito bem.

A mãe em suas palavras, disse ainda que ficou muito feliz, e emocionada de Deus, lhe ter concedido Vitória. Que quando ela se lembra, de quando ela ainda permanecia intubada, escutava os médicos pedindo, para ela reagir, que ela era forte.

Ela diz ainda que venceu, e que vai passar o dia das mães acompanhada, com o seu milagre, finaliza.

 

PUBLICIDADE

Escrito por Carla Sofia

Sou especialista em Receitas, dicas e saúde! Gosto sempre de estar atualizada de novas receitas e formas medicinais!