“Há oito anos estávamos levando ela para o altar e agora estamos levando para o túmulo” disse madrinha de casamento de mulher que foi morta pelo marido

A Polícia Civil está tratando o caso como Feminicídio.

PUBLICIDADE

A pedagoga Cleonice Teixeira foi assassinada pelo marido na frente dos filhos, quando tentava sair de casa em Camboriú Santa Catarina.

A sua irmã Leila Teixeira, disse que perdeu a irmã no dia 19, domingo, no dia 21 faria 33 anos de idade e 8 anos de casamento.

PUBLICIDADE

Segundo Leila a irmã não vivia de verdade, seu esposo se deitava com um revólver debaixo do travesseiro, ela não tinha paz e tranquilidade, vivia sempre com medo.

De acordo com a Polícia Militar, Ricardo Ralph de 34 anos, deu 2 tiros na esposa que queria ir embora de casa com os filhos, Ricardo não aceitava o fim do relacionamento e por isso atirou na mulher.

PUBLICIDADE

A Polícia Civil está tratando o caso como Feminicídio, a polícia relatou que o homem atirou na esposa e em seguida atirou contra si mesmo, ele está internado em um hospital local.

Há 8 anos a família estava se reunindo para o casamento deles, Leonice estava entrando na igreja para se casar, mas agora estão levando para o túmulo é algo muito difícil disse a madrinha de casamento para a irmã de Leonice.

PUBLICIDADE

A família de Leonice relataram, que há 2 anos o casamento foi acabando porque Ricardo apresentava tinha muito ciúmes e ameaçava de morte, estava bebendo muito e ficado muito violento.

A mulher buscou apoio religioso, psicológico para o casamento, mas só foi piorando, até que decidiu se separar ir embora com os filhos, foi o dia que aconteceu toda essa tragédia, ele dizia que se fosse para separar ia acabar com toda a família.

PUBLICIDADE

Escrito por Informe Cl

Colunista de notícias dedicada a escrever artigos de qualidade sobre saúde, TV, notícias de grande repercussão, notícias gospel e demais assuntos.