Homem mata a companheira asfixiada e em seguida forja uma cena para o crime; ele foi preso durante o velório da vítima

Em depoimento a policia, o homem contou que a jovem havia morrido enquanto estava no banheiro.

PUBLICIDADE
Um homem que não teve a sua identidade revelada de 23 anos de idade foi preso durante o velório de sua companheira Juliana Ferraz também de 23 anos.
Em depoimento a polícia, o homem contou que a jovem havia morrido enquanto estava no banheiro, possivelmente a causa mais provável seria de um suicídio, e isso teria ocorrido no momento em que ele dormia.
No entanto, o corpo da jovem teria sido enviado ao IML onde os legistas constataram através de um laudo a causa da morte sendo por asfixia mecânica, além de diversos hematomas pelo corpo dela.
O homem teria ido até o velório de Juliana, local onde ele teria sido preso pela polícia civil da cidade de Jundiaí, que foi onde ocorreu o crime.
De acordo com o delegado Felipe responsável pelo caso, o homem teria dito em seu depoimento que havia ido deitar por volta das 22 horas da noite do último sábado.
E pela manhã ao acordar se deparou com água do chuveiro escorrendo da porta do banheiro, então ele tentou abrir a porta, mas estava trancada.
Então ele resolveu ligar para o irmão da vítima para que o ajudasse a abrir a porta, quando arrombaram a porta se deparam com a jovem sem vida caída no chão do banheiro já sem vida.
O marido foi autuado e encaminhado para a cadeia de Campo Limpo Paulista, onde ficará a disposição da polícia para esclarecer qualquer informação necessária sobre o crime.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Escrito por Margareth Santos

Gosto de dedicar uma parte do meu tempo levando noticias e informações através de matérias relacionadas a tudo, inclusive de saúde, culinária, famosos e do mundo da maternidade.