Homem teve óbito confirmado mas estava respirando enquanto era preparado para o velório

Um homem de 68 anos que foi dado como morto pelo hospital da Zona Norte de Londrina, no norte do Paraná, voltou a respirar enquanto o corpo era preparado para o velório. De acordo com a Administração de Cemitérios e Serviços Funerários de Londrina (Acesf), a morte foi informada pelo hospital às 16h20 de quinta-feira (22), e por volta das 19h a preparadora de cadáver notou que o homem estava respirando.

PUBLICIDADE

No hospital da Zona Norte de Londrina um homem de 68 anos foi dado como morto, mas voltou a respirar durante o velório.

O caso aconteceu em Londrina no Norte do Paraná, segundo a funerária a morte foi informada pelo hospital, a funerária observou que no momento que estavam preparando o corpo o homem estava respirando.

PUBLICIDADE

O hospital avisou a respeito do óbito, a funerária pediu o preenchimento da declaração de óbito e perguntou se o corpo estava no necrotério do hospital, eles confirmaram e a equipe da funerária recolheu o corpo com todos os dados preenchidos.

O corpo estava preparado para iniciar o velório, mas nesse processo perceberam que o defunto estava respirando, a servidora estava aparando a barba do homem e percebeu que o abdômen levantar e abaixava.

PUBLICIDADE

Eles chamaram o Serviço de Atendimento Médico de Urgência e constataram que o homem estava realmente vivo, o SAMU levou o homem novamente para o hospital da Santa Casa de Londrina.

Segundo o hospital o homem está na UTI em estado grave, está inconsciente respirando pela ajuda de aparelhos.

PUBLICIDADE

Um boletim de ocorrência foi registrado pela família na delegacia de homicídios, eles irão apurar o que aconteceu.

O diretor do hospital explicou que o óbito foi confirmado pela equipe de enfermagem e o médico, após todas as tentativas sem nenhum sucesso declararam o óbito.

Ele foi internado no hospital com pneumonia e infecção generalizada, teve quatro paradas respiratórias e foi reanimado em todas as paradas cardíacas até que não houve mais jeito, foi confirmado o óbito.

O diretor do hospital disse que é comum o coração parar e voltar a bater novamente mas sem está vivo.

 

PUBLICIDADE

Escrito por Informe Cl

Colunista de notícias dedicada a escrever artigos de qualidade sobre saúde, TV, notícias de grande repercussão, notícias gospel e demais assuntos.