Homem que trabalhava em funerária é demitido após tirar fotos com o corpo de Maradona: “Total desrespeito”

Após tomara ciência da foto, dono da funerária afirmou que o homem foi demitido de sua função no local.

PUBLICIDADE

Perder alguém que amamos é algo bastante difícil de superar, no entanto, existem situações desrespeitosas em relação à perda das pessoas queridas que acabam deixando essa dor ainda mais intensa.

Como foi o caso do funcionário que trabalhava na funerária onde Diego Maradona foi atendido após a sua morte, fotos teriam sido vazadas pelo próprio ao lado do caixão tocando no rosto de Maradona.

Após a repercussão da foto, o funcionário foi imediatamente demitido de sua função, deixando a todos indignados com a falta de respeito com a pessoas que se foi.

O astro do futebol veio a falecer após sofrer uma parada cardiorrespiratória aos 60 anos, ocorrendo na última quarta-feira, dia 25 de novembro em sua própria residência em Tigre.

PUBLICIDADE

Após tomar ciência do caso, o dono da funerária onde aconteceu a situação se pronunciou e pediu as suas sinceras desculpas aos familiares de Maradona, e em seguida relatou que o funcionário havia sido imediatamente demitido.

As redes sociais teriam recebido a foto feita pelo homem na manhã desta última quinta-feira, onde na imagem aparecia o homem fazendo sinal ao lado do caixão aberto e em seguida tocava no rosto de Maradona.

Matias Morla era amigo e advogado do astro, e se mostrou está bem perplexo com a situação e em rede social afirmou que o funcionário não passava de um canalha, e afirmou que ele não descansará até o homem responder pelo ato.

PUBLICIDADE

E deixou bem claro que ele irá pessoalmente encontrar a pessoa responsável por tirar a foto e diz claramente: “Todos os responsáveis por essa covardia vão ter que pagar.”

 

 

Via: g1.globo.com