Homem tira a vida da ex-mulher grávida para não ter que assumir a paternidade do filho

Miryan Moraes estava no terceiro mês de gestação e já estava fazendo vários planos para a chegada da criança, que teria sido rejeitada pelo próprio pai.

PUBLICIDADE

O corpo de uma mulher foi encontrada dentro de um igarapé, situado na avenida de José Romão, no bairro Tancredo Neves que fica na Zona Leste de Manaus.

Ela teria sido identificada como Miryan Moraes da Cruz, de 21 anos de idade, com base nas informações reveladas pelo laudo preliminar fornecido pelo IML a moça estaria gestante já em seu terceiro mês de gravidez.

A família de Miryan aponta o ex marido da jovem como o principal suspeito de ter cometido esse crime bárbaro contra a garçonete, até porque Roberto Brito não aceitava a gravidez dela.

Segundo relatos de familiares, Roberto chegou a oferecer dinheiro para que Miryan abortasse a criança, mas ela não concordou e decidiu levar a gestação a diante.

PUBLICIDADE

O irmão da vitima, o açougueiro Eliony Moraes, de 24 anos de idade, relatou que roberto estava separado e logo se aproximou de Miryan.

Após um tempo eles começaram a ficar mais próximos, mas mesmo estão juntos eles nunca assumiram nenhum compromisso sério, e nessa brincadeira a irmã acabou ficando grávida.