Jair Bolsonaro comenta sobre o caso do menino Rhuan e lamenta o país não ter prisão perpétua

O presidente falou sobre o caso e lamentou o fato de no Brasil não ter prisão perpétua.

PUBLICIDADE

O presidente Jair Messias Bolsonaro usou sua rede social para falar nessa terça-feira (18) sobre o caso que chocou o país. O menino Rhuan de 9 anos que foi esquartejado pela própria mãe e por sua parceira.

A criança teve o pênis decepado e o presidente falou sobre o caso e lamentou que a  Constituição Brasileira não permite prisão perpétua.

PUBLICIDADE

Jair Bolsonaro falou sobre o caso chocante do menino que teve o órgão genital  decepado e foi morto e esquartejado pela mãe e sua companheira, ele afirmou que esse é apenas mais um dos crimes cruéis que já aconteceram no país e faz pensar que infelizmente a Constituição Brasileira não permite a prisão perpétua.

O caso chocante foi ignorado pela mídia mas teve repercussão em muitos sites nas e nas redes sociais. O laudo criminal revelou que o menino Rhuan  levou 12 facadas e foi degolado ainda estava vivo.

PUBLICIDADE

A mãe do menino e sua companheira tentaram queimar o corpo da criança para esconder o crime. Em seu Facebook o comentário de Jair Bolsonaro ganhou reação na mesma hora, muitas pessoas sugeriram que o presidente fizesse um plebiscito sobre a penas mais duras como, por exemplo, a pena de morte.Muitos usuários comentaram que devido à gravidade do crime as duas mulheres que tiraram a vida de Rhuan deveriam pegar pena de morte.

Como se não bastasse todos os horrores que a mãe e a companheira dela obrigaram o menino Rhuan a passar, há relatos que ele também era obrigado a manter relações sexuais com a irmã de criação, a menina de 8 anos filha de Cassyla.

PUBLICIDADE

A criança sofria maus-tratos E vivia sob cárcere privado e era impedida de ir à escola ou de se relacionar com outras crianças para que ninguém descobrisse que as mulheres haviam feito nele uma cirurgia caseira de mudança de sexo.

A mãe e algoz de Rhuan se chama Rosana Alves da Silva Cândido e cometeu o crime Bárbaro junto com sua companheira no último dia 31 de maio da forma mais cruel e desumana que se pode imaginar.

Deixe aqui a sua opinião sobre esse assunto, pois para nós ela é muito importante visto que estamos sempre buscando excelência em nossos artigos para trazer a informação até você com clareza e qualidade.

 

PUBLICIDADE

Escrito por Pedro Henrique

Amo escrever sobre todo o tipo de assunto, notícias e atualidades são minha paixão. Contato: [email protected]