Jogador de futebol tira a vida do próprio filho de 5 anos infectado por Covid-19 sufocado-o com travesseiro e confessa: “Nunca gostei dele”

Nunca quis o meu filho, nunca gostei dele, disse o jogador.

PUBLICIDADE

O jogador de futebol Cerhver Toktas de 32 anos, jogava na Turquia, ocupava a posição de zagueiro e defendia uma equipe semiamadora, de acordo com informações, ele levou o filho Kasim às pressas para o hospital, o menino tinha dificuldades para respirar e febre.

Os médicos ao examinarem o garoto o deixaram o menino isolado por acreditarem que se tratava de COVID-19, após duas horas em que o menino deu entrada no hospital, faleceu. Os médicos diagnosticaram que a causa da morte do menino foi a doença coronavirus que já infectou mais de 140 mil pessoas em todo o país.

Os médicos apontaram ser essa a causa da morte, o pai foi liberado para voltar para casa e cuidar do enterro do menino, a família realizou o velório e o enterro do garoto e o pai chegou a postar uma foto do túmulo nas redes sociais.

Mas a consciência apertou e o pai Cevher se apresentou à polícia e confessou que matou o próprio filho, o pai relatou para a polícia que usou um travesseiro para sufocar a criança e    depois de ter certeza que estava morto chamou os médicos para que não houvesse suspeitas sobre ele, como apresentou os sintomas de COVID-19 certamente não iriam realizar uma necropsia.

PUBLICIDADE

O pai do pequeno garoto Kasim, declarou para a polícia que matou o próprio filho porque não gostava dele, esse sentimento vem desde que a criança nasceu, este foi o único motivo pelo qual matou o menino, porque não gostava dele.