Justiça concede prisão domiciliar ao ex-médico Roger Abdelmassih condenado a mais de 173 anos de reclusão

Abdelmassih foi condenado a mais de 173 anos de reclusão por estupro de pacientes. Ex-médico tentava desde março de 2020 reverter decisão que o mandou retornar ao presídio e agora vai cumprir pena em casa.

PUBLICIDADE

Roger Abdelmassih condenado a mais de 173 anos de prisão, mas agora a justiça de Taubaté concedeu ao ex médico que cumpra a pena em prisão domiciliar.

Abidelmassih foi condenado por abusa de várias pacientes, estava preso e desde março de 2020 ele tentava reverter essa decisão e agora pela decisão da juíza Sueli Zeraik afirmou que Abdelmassih está com o quadro de saúde delicado e necessita de cuidados.

PUBLICIDADE

Segundo ela não é possível na prisão por isso está liberando ele para que cumpra a pena em casa, pois ex médico está com 76 anos de idade e a saúde muito debilitada e atualmente tem apresentado piora no quadro de saúde.

Precisa de cuidados ininterruptos, a medicação deve ser feita em horário preciso, a alimentação é especial e precisa de cuidados de um médico e uma enfermeira.

PUBLICIDADE

A juíza concedeu o benefício e Roger vai permanecer na sua casa no mesmo endereço e irá usar tornozeleira eletrônica.

O ex médico estava em prisão domiciliar desde o dia 19 de abril de 2020 mas essa decisão foi revogada no dia 28 de agosto pelo tribunal de justiça e ele voltou novamente para a prisão, agora agora juíza o liberou novamente considerando o quadro de saúde.

PUBLICIDADE

Roger Abdelmassih é condenado por abusar de dezenas de mulheres, acabou com sonhos, com casamentos, destruir muitas vidas, mas segundo a juíza está previsto na lei e diante da pandemia é necessário que ele seja tratado em casa por fazer parte do grupo de risco.

 

PUBLICIDADE

Escrito por Informe Cl

Colunista de notícias dedicada a escrever artigos de qualidade sobre saúde, TV, notícias de grande repercussão, notícias gospel e demais assuntos.