Líder da milícia denominada ‘Liga da Justiça” é morto durante operação da polícia no Rio

Segundo a Polícia Civil, Ecko era líder da milícia denominada 'Liga da Justiça', que age em várias regiões da zona oeste do Rio de Janeiro e na Baixada Fluminense. Ele era foragido da Justiça e contra ele havia um mandado de prisão pelo crime de homicídio.

PUBLICIDADE

O chefe da maior milícia do Rio de Janeiro Wellington da Silva Braga mais conhecida como Ecko foi morto na manhã deste sábado (12).

A informação foi confirmada pela Polícia Civil do Rio de Janeiro, eles disseram que o miliciano foi baleado no abdômen durante a ação da polícia.

PUBLICIDADE

A delegacia de repressão de crimes contra a propriedade imaterial estava realizando prisões no local, a operação batizada de “Dia dos Namorados” fez com que a polícia apreendesse armas e drogas.

Ecko foi capturado no momento em que ele fazia uma visita para os familiares que fica na comunidade das Três Pontes, ele resistiu foi baleado foi levado para o hospital mas faleceu.

PUBLICIDADE

De acordo com a polícia Ecko era líder da milícia Liga da Justiça que atua em diversas regiões no Rio de Janeiro e principalmente na baixada fluminense, ele estava foragido tinha mandado de prisão por crime de homicídio.

A polícia através da ajuda de denúncias anônimas descobriu o paradeiro dele, na lista dos mais procurados a recompensa para Ecko era de r$ 10.000, de acordo com a investigação o miliciano tinha uma aliança com traficantes de várias outras facções a quadrilha auxiliava no comércio de entorpecentes e ele recebia parte do lucro.

PUBLICIDADE

A polícia ao encontrar ou traficante deu voz de prisão mas ele abriu fogo contra os policiais que revidaram e ele foi atingido, logo em seguida foi levado para o hospital mas a morte foi  confirmada.

 

PUBLICIDADE

Escrito por Informe Cl

Colunista de notícias dedicada a escrever artigos de qualidade sobre saúde, TV, notícias de grande repercussão, notícias gospel e demais assuntos.