Lorenza esposa de promotor pode ter sido assassinada em ritual macabro

Segundo investigações Lorenza pode ter sido morta para realizar ritual

PUBLICIDADE

Eduardo promotor marido da Lorenza é acusado de matar a esposa está sendo investigado, a polícia encontrou dois contatos de pulso de Tanatopraxia.

Segundo o depoimento do promotor quem queria fazer o curso era a esposa ela acabou não fazendo o curso por causa do valor, ele não fez o curso.

PUBLICIDADE

O Ministério Público passou a ter essa suspeita após a retirada do sangue do corpo da vítima e acreditam que a morte da esposa tenha feito parte de um ritual macabro.

A partir de então a polícia passou a investigar a vida do casal e se realmente procedia esse fato de um ritual.

PUBLICIDADE

O laudo realizado pelo Instituto Médico Legal diz que o corpo da vítima tinha quatro perfurações, no pé esquerdo havia uma perfuração e três no tornozelo direito, essas perfurações foi por onde retirou o sangue.

Já a equipe de resgate disse que essas perfurações no pé e no tornozelo são das injeções de adrenalina que eles usaram para tentar reanimar Lorenza, eles não sabiam nada sobre retirada do sangue.

PUBLICIDADE

O corpo ficou com promotor de 7 horas da manhã até pouco mais das duas da tarde, a equipe de resgate fez o atendimento e saiu por volta das 7:30 deixando o corpo sozinho com promotor até 2 horas da tarde.

Segundo a justiça há prova suficiente para afirmar que o promotor é responsável pela morte da esposa e ele agiu sozinho, eles estão investigando se há essa possibilidade também de ter retirado todo o sangue da vítima para um ritual macabro.

 

 

PUBLICIDADE

Escrito por Informe Cl

Colunista de notícias dedicada a escrever artigos de qualidade sobre saúde, TV, notícias de grande repercussão, notícias gospel e demais assuntos.