Mãe confessa ter matado filho de 11 anos e diz que agiu sozinha

O caso aconteceu em Planalto - RS e as investigações ainda não foram concluídas.

No mês de junho, Alexandra Dougokenski assumiu ter matado o próprio filho, Rafael Winques, de apenas 11 anos de idade. Ela contou que agiu sozinha e que assumiu o crime por não saber o que dizer quando perguntassem o que aconteceu com o filho.

O menino foi encontrado sem vida pela polícia em uma casa vazia próxima de onde a família morava, em Planalto, no Rio Grande do Sul.

PUBLICIDADE

Em seu depoimento, Alexandra revelou à polícia a razão pela qual ela comunicou o desaparecimento de Rafael e o que a fez admitir ser a culpada pelo crime. De acordo com ela, o irmão mais velho iria sentir falta do mais novo e ela não saberia o que dizer.

Ela também relatou o crime. Era de madrugada e ela deu dois comprimidos de Diazepam para o filho. Logo percebeu que ele estava diferente, com a boca roxa e as mãos geladas.

PUBLICIDADE

Segundo a RBS TV, ela usou uma cordinha para retirar o corpo do filho da cama, pois não conseguia tirar, então escolheu amarrar. No final, ela assumiu ter utilizado uma caixa de papelão, que estava na garagem do vizinho, para esconder o corpo.

Em suas palavras, ela disse “eu coloquei ele deitadinho lá. Não sei se pus no fundo. Sei que tirei algumas coisas e coloquei deitadinho”. Em seguida, ela revelou que agiu sozinha o tempo todo.

PUBLICIDADE

Alexandra foi presa assim que deu seu depoimento, no dia 25/05. A prisão era temporária e foi estendida por mais 30 dias, enquanto seguem as investigações.

O advogado da mãe afirma que a morte do garoto se deu após ele tomar os comprimidos de Diazepam. Entretanto, a polícia acredita que foi um crime doloso, quando há intenção de matar, e que ela o fez com a corda que disse ter usado para tirá-lo da cama.

 

PUBLICIDADE

Escrito por Redator News Hero

Sou especialista em notícias da TV, fofocas de famosos e acontecimentos em geral. Também escrevo sobre acontecimentos no meio político.