Mãe diz a polícia que colocou fogo em bebê recém-nascido por “vergonha”, medo que amigos e familiares descobrissem gravidez: “Não queria a criança, queria me desfazer dele”

Segundo ela, a mãe é muito doente e até morreria se soubesse que ela estava grávida. Ela estava com muita vergonha de ter sido descoberta, não queria o bebê e queria se desfazer dele", contou o delegado.

PUBLICIDADE

A mulher de 24 anos que matou o bebê colocou fogo e deixou em um lote vago em Anápolis próximo de Goiânia, afirmou em depoimento que estava com vergonha que a família e os amigos descobrissem que estava grávida.

Não queria que ninguém soubesse da gestação e por isso decidiu matar a criança, o depoimento da jovem foi dada ao delegado Ulisses Valentim.

PUBLICIDADE

Segundo a mulher a mãe morreria se soubesse que ela estava grávida e por isso estava com muita vergonha, disse que foi a única coisa que pensou para desfazer do bebê.

PUBLICIDADE

O crime foi descoberto na última quarta-feira (1)2 após moradores da região avistarem um cachorro arrastando um corpo carbonizado no meio da rua, quando os moradores se aproximaram pensando que se tratava de um animal, perceberam que era o corpo de um bebê.

Eles chamaram a polícia e o corpo foi levado para o Instituto Médico Legal, câmeras de segurança flagraram o momento em que a mulher desceu do carro com uma caixa de papelão dentro estava o bebê.

PUBLICIDADE

Ela desce com galão de álcool e coloca dentro de um lote vago, ateia fogo e vai embora, a mulher falou no interrogatório que o pai do bebê mora fora do país.

O namorado da moça foi ouvido, ele disse que os dois haviam combinado que ela ia fazer um aborto, mas mentiu para ele, o delegado afirmou que irá investigar se o rapaz tem envolvimento no crime.

 

PUBLICIDADE

Escrito por Informe Cl

Colunista de notícias dedicada a escrever artigos de qualidade sobre saúde, TV, notícias de grande repercussão, notícias gospel e demais assuntos.