Mãe foi induza a coma para dar à luz, após contrair covid-19 segura a filha pela 1ªvez” Ava está ganhando peso, é uma campeã”

Angela Primachenko, deu à luz ainda em estado como depois de contrair o Covid-19, e já segurou a filha primeira vez.

PUBLICIDADE

Para dar à luz, a mãe precisou de estar em copa induzido, tudo isso porque também contraiu o Covid-19, mas finalmente chegou o momento mais emocionante de segurar pela primeira vez o bebê no colo.

A jovem de 27 anos, reside em Washinton, Estados Unidos, ela estava com 33 semanas de gravidez, quando descobriu que estava com o novo coronavírus. Segundo o resultado foi dado no dia 24 do último mês, após um semana, Angela teve que entrar em coma induzido, e ao mesmo tempo usar o respirador do hospital onde estaria internada.

Após passar 10 dias ligada ao respirador, no 1°dia de abril, as coisas para Angela complicaram, que os médicos foram obrigados a induzir o parto. “Por momentos pensamos que iríamos perder a nossa irma. Teve até um momento que nós só rezávamos e dizíamos:”Deus, se o senhor não intervir, nós a vamos perder”, relatou a irma Oksana Luiten, numa entrevista ao CNN.

Pensado apenas 2 quilos, a bebê nasceu prematura. Mas no dia 6 de abril, Angela finalmente despertou do coma, e foi lhe retirado o respirador. “Quando eu despertei do coma, ainda sob efeito de todos os medicamentos, eu olhei e me deparei que já não tinha mais barriga! Aquilo foi bizarro demais!”, relembra a jovem mãe.

PUBLICIDADE