Mãe da técnica em enfermagem que morreu em Pernambuco com coronavirus esperando vaga no leito de UTI que nunca saiu diz que foi negligência

A técnica em enfermagem Williane Lins dos Santos morreu na última sexta-feira (17) enquanto aguardava uma vaga na UTI.

PUBLICIDADE

A mãe da técnica em enfermagem que morreu em Pernambuco vítima do novo coronavirus fez uma declaração denunciando negligência no tratamento da filha.

A técnica em enfermagem Williane Lins dos Santos morreu na última sexta-feira (17) enquanto aguardava uma vaga na UTI do hospital Murilo de Oliveira em Vitória de Santo Antão na Zona da Mata.

PUBLICIDADE

De acordo com sua mãe, a fisioterapeuta Maria Soares Lins a unidade foi negligente no tratamento a sua filha que acabou não resistindo e morreu. Maria Soares disse que o   diagnóstico para Covid-19 foi confirmado na terça-feira 21.

Williane deixou uma filha de 6 anos e a mãe disse que sua filha era uma profissional de saúde muito dedicada, prestativa, mas morreu sem qualquer assistência.

PUBLICIDADE

A mãe da técnica em enfermagem afirma que a falta de assistência aconteceu desde o primeiro dia em que a filha procurou ajuda depois de começar a sentir os primeiros sintomas no dia 2 de abril.

Maria afirmou que o primeiro diagnóstico da dor de garganta foi de laringite, mas 10 dias depois a jovem técnica em enfermagem teve uma piora muito grande em seu quadro. Depois das dores de garganta outros sintomas começaram a aparecer e foram cansaço, diarreia, vômito e principalmente a falta de ar.

PUBLICIDADE

Por causa dos sintomas que estavam piorando a jovem procurou a unidade de saúde no domingo dia 12, ela então foi atendida, recebeu uma nebulização e foi liberada para casa.

A mãe disse que estava de plantão e ficou com raiva porque o estado da jovem era caso para internação e não para ser liberada para casa.

No entanto a mãe foi orientada que a jovem fosse para casa e ficasse isolada do trabalho, de crianças e de pessoas idosas, mas o isolamento não funcionou, pois a jovem enfermeira piorou muito e precisou voltar ao hospital logo foi encaminhada para o João Murilo e foi aí que precisou de um leito de UTI que nunca saiu. A jovem não resistiu e faleceu.

 

PUBLICIDADE

Escrito por Informe Cl

Colunista de notícias dedicada a escrever artigos de qualidade sobre saúde, TV, notícias de grande repercussão, notícias gospel e demais assuntos.