Médica grávida morre com coronavírus

A profissional de saúde teve sua licença de maternidade negada

PUBLICIDADE

frente cuidando de pacientes com covid-19 estão sendo infectados e muitos já perderam a vida. São profissionais que arriscam a própria vida para tentar salvar a vida de outros.

Em um hospital, Ras EL Qued, que fica no leste da Argelia, uma médica grávida de oito meses foi infectada com a doença e acabou falecendo, um fato que causou indignação a todos e também ao ministro da saúde, Abderrahmane Benbouzi.

Por conseguinte, já havia um decreto presidencial que deixava claro que as mulheres grávidas e os que estavam criando filhos pequenos tinham direito a uma licença excepcional, o que confundiu o ministro da saúde, pois não entendeu o porquê de uma médica grávida ainda está atuando, sendo obrigada a continuar na linha de frente.