Médico apanha de paciente com suspeita de covid-19 que não queria ser internado

A notícia causou grande repercussão em todo o país

PUBLICIDADE

O Brasil ficou impactado recentemente com uma notícia bastante forte que pegou todos de surpresa.

Tudo aconteceu em uma das Unidades de Pronto Atendimento (UPA) de Curitiba, e não demorou muito para o assunto repercutir em todos os lugares do país.

PUBLICIDADE

Tudo isso aconteceu depois que um médico que estava em horário de trabalho, foi violentamente agredido por um paciente com suspeita de estar infectado pelo novo coronavírus.

E como se não bastasse as agressões feitas a ele e a toda sua equipe, existe uma grande preocupação em terem acabado sendo contaminados pelo coronavírus, se realmente for confirmada a doença no agressor.

PUBLICIDADE

A Prefeitura Municipal de Curitiba deu informações de que o homem possui histórico de transtornos mentais e que ele mesmo quem procurou ajuda médica.

Chegando lá, foi constatado fortes sintomas de covid-19, pois é estava com bastante dificuldade de respiração dentre outros sinais.

PUBLICIDADE

Por esse motivo, os médicos decidiram por bem interna-lo na área de isolamento da emergência, destinada aos pacientes com suspeita de infecção.

No momento que informaram ao homem que ele seria transferido para outro Hospital da cidade, onde haveria um suporte maior, ele não aceitou.

O médico, Igor Kazuo, que atendeu o caso, alertou que ele não podia sair, devido ao grande risco de transmissão da doença.

Após isso, o homem que estava bastante agressivo, arrancou a máscara de isolamento respiratório que o auxiliava a respirar, e também o acesso venenoso, posteriormente partiu para cima do médico e violentamente desferiu um golpe em seu rosto.

Imediatamente integrantes da equipe médica conseguiram algemá-lo e acionaram a polícia.

Sendo assim ele deverá permanecer no hospital até que seja descartado, ou, caso seja confirmado o coronavírus, ele só será liberado após ocorrer a cura total da doença.

Depois do susto tomado pelo médico e toda sua equipe, eles deverão realizar exames para verificar se não foram infectados., pois os riscos são grandes.

PUBLICIDADE

Escrito por Redatora Nh

Escritora desde 2012. Sempre antenada nas redes sociais, por dentro das novidades, estudando e buscando o melhor para transmitir aos nossos leitores.