Menino de 11 anos confessa ter matado garota de 9 anos com autismo na Zona Norte de São Paulo

O adolescente de 12 anos morava na mesma rua que a menina.

PUBLICIDADE

Um menino de apenas 12 anos confessou ter sido o autor de um crime bárbaro contra uma menina que possui autismo. Raíssa Eloá Caparelli Dadona de apenas 9 anos foi morta de forma cruel pelo adolescente. A polícia Civil informou que o garoto confessou o crime na madrugada dessa terça-feira primeiro, mas não confessou o que teria motivado o crime.

O crime bárbaro aconteceu no último domingo (29) e o corpo da criança de 9 anos foi encontrado no parque Anhanguera que fica na zona norte da capital paulista.

A menina participava de uma festa em um centro de educação Unificado (CEU) quando desapareceu do local, seu corpo foi encontrado sem vida próximo ao local onde acontecia a festa.

Através das imagens de câmeras de segurança vizinhas foi possível identificar o momento que a menina passa juntamente com o adolescente que confessou o crime minutos antes de sua morte, nas imagens registradas pelas câmeras de segurança, Raíssa passa de mãos dadas com o adolescente de 12 anos.

PUBLICIDADE