Menino de 4 anos morre ao ser atingido por linha de cerol enquanto brincava na porta de casa

O pequeno Lucas estava brincando na frente de casa quando a tragédia aconteceu, de acordo com familiares.

PUBLICIDADE

Neste último domingo dia 31, por volta das 2 horas da tarde em Cidade Tiradentes, Rua Três Irmãos, Zona Leste de São Paulo, Lucas Vinicius Souza da Silva de apenas 4 anos de idade, morreu após ser atingido por uma linha de pipa com cerol.

O pequeno Lucas estava brincando na frente de casa quando a tragédia aconteceu, de acordo com familiares, o pai de Lucas estava próximo lavando o carro dentro da garagem de casa e ele estava andando de bicicleta na rua em frente à casa. Inclusive essa bicicleta ele havia ganhado   de presente de aniversário.

PUBLICIDADE

De acordo com a família, o menino foi atingido com a linha com cerol no pescoço, cerol é uma mistura de cola com vidro moído, é capaz de cortar como uma faca. Lucas teve o pescoço ferido e os pais o levaram rapidamente para o hospital municipal da cidade Tiradentes, mas nada pode ser feito, Lucas não resistiu.

A tia do garoto, representou uma guia de encaminhamento de cadáver, que registrou no boletim de ocorrência e declara que Lucas chegou ao hospital com parada cardiorrespiratória.

PUBLICIDADE

O exame pericial foi solicitado e o caso foi registrado como morte suspeita no 49º DP em seguida encaminhado para o 54º DP da cidade Tiradentes.

No Instituto Médico Legal a mãe de Lucas não quis gravar entrevista, mas de acordo com familiares era um garoto muito esperto, inteligente e muito alegre, o que ele mais gostava era de andar de bicicleta, infelizmente pela irresponsabilidade de alguns, Lucas perdeu a vida.

PUBLICIDADE

De acordo com os familiares, muitas pessoas soltam pipas com cerol naquela região, por isso é quase impossível descobrir quem é responsável pela morte de Lucas Vinícius.

Uma lei de São Paulo determina que é proibido usar cerol em linhas, quem descumprir essa lei terá que pagar multa, mas o que é difícil é colocar a lei em prática. Um dia após o acidente com Lucas, havia muitas pipas no céu, a família pede mais fiscalização no bairro para que não aconteça mais acidentes.

 

PUBLICIDADE

Escrito por Informe Cl

Colunista de notícias dedicada a escrever artigos de qualidade sobre saúde, TV, notícias de grande repercussão, notícias gospel e demais assuntos.