Monique Medeiros mãe de Henry passa mal em presídio e é internada

De acordo com o órgão, Monique sentiu dores abdominais após urinar e solicitou atendimento médico. Ela foi encaminhada ao Hospital Penal Hamilton Agostinho, dentro do próprio Complexo Penitenciário de Gericinó.

PUBLICIDADE

Mônica Medeiros e seu companheiro Jairinho foram presos no dia (8) de março, nesta segunda-feira 12 Monique foi elevada há um entendimento médico por estar se sentindo mal.

A informação foi passada pela Secretaria Estadual de Administração Penitenciária do Rio de Janeiro, ela está presa no Instituto penal Ismael Sirieiro em Niterói.

PUBLICIDADE

De acordo com a o órgão Monique sentiu dores abdominais quando urinava, ela solicitou o atendimento médico foi levado ao hospital dentro do próprio complexo penitenciário foi diagnosticado que ela estava com uma infecção urinária e em seguida foi internada, deve permanecer pelo menos três dias em acompanhamento médico.

O casal está preso suspeito de homicídio duplamente qualificado, o Dr. Jairinho é suspeito de torturar e agredir Henri Borel de quatro anos, a mãe também é acusada por saber do que estava acontecendo e não intervir a favor do filho e por atrapalhar as investigações e ameaçar testemunhas para combinar versões na delegacia.

PUBLICIDADE

Henry estava no apartamento com o padrasto e a mãe, ele foi levado na madrugada do dia 8 de março para o hospital estava desacordado e frio, chegando Hospital os médicos constataram a morte da criança.

O casal alegava desde o princípio que ele havia caído da cama e teve fraturas, após investigação da polícia, os laudos periciais, a reconstituição do crime, a polícia não tem nenhuma dúvida que se trata de um homicídio devido a tantas lesões encontradas no corpo da criança.

PUBLICIDADE

O laudo pericial que saiu mostra que foram 23 lesões no corpo de Henri Borel, mostra hemorragia interna, laceração hepática devido uma ação violenta.

A polícia afirma que Henry foi torturado por Jairinho antes de ser morto, o padrasto e Monique estão presos temporariamente suspeito de homicídio duplamente qualificado.

 

PUBLICIDADE

Escrito por Informe Cl

Colunista de notícias dedicada a escrever artigos de qualidade sobre saúde, TV, notícias de grande repercussão, notícias gospel e demais assuntos.