Morre paciente hospitalizado há mais de 50 dias em unidade médica das Clínicas de São Paulo

Paulo Henrique teria se internado no hospital no ano de 1969 e morado no hospital até sua morte.

O paciente Paulo Henrique Machado teria chegado a unidade médica das Clínicas de São Paulo, no ano de 1969, após pegar poliomielite. O homem era praticamente um neném, com cerca de 1 ano e meio apenas de vida, tendo uma minúscula expectativa que ele sobreviria, porém, se manteve vivo e acabou morando na unidade médica por cerca de cinco décadas.

Pela tarde da última quarta-feira, dia 18 de novembro; ele veio á falecer. A FMUSP comunicou em uma nota, a informação que no decorrer do período que se encontrava internado, Paulo recebeu atenção e cautela especializada e humanizada. Seus familiares discordam, ao menos, em parte disto.

PUBLICIDADE

Segundo ao portal R7, a família teria dito que Paulo batalhava para conseguir um quarto que seria particular. No começo da nova pandemia, no mês de março de 2020, ele teria conseguido. Portanto, ele teria ficado isolado, sem receber cautela necessária e visitas dos familiares.

O amador de futebol, era simplesmente apaixonado pela seleção do Brasil e se lembrava todo alegre da Copa de 1982. A seleção da época, tinha craques como Paulo Roberto Falcão, Zico e Sócrates. Paulo chegou a realizar outro sonho, que foi o de conhecer o mar.

PUBLICIDADE

O prédio da unidade médica onde o paciente se encontrava, chegou a ser construído no início da epidemia de poliomielite no nosso País. No fim da década de 70 já havia 5.789 crianças internadas na unidade. Hoje em dia, a doença já está erradicada no país, porém, sua vacina tem continuidade de ser fundamental. O Brasil chegou a passar pelo surto entre as décadas de 50 e 70.

Via: i7news.com.br

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Escrito por Redator News Hero

Sou especialista em notícias da TV, fofocas de famosos e acontecimentos em geral. Também escrevo sobre acontecimentos no meio político.