Morre o paciente mais jovem no Brasil, vítima de coronavírus e seu pai defende o fim do isolamento

Empresário que defende fim do isolamento e Jair Bolsonaro perde seu filho para Coronavírus

PUBLICIDADE

Em tempos de Covid-19, o novo Coronavírus, isolamento social e quarentena, o medo da população em não se enquadrar no grupo de risco e mesmo assim ser vítima fatal do vírus é cada vez maior.

Muitas informações sobre os sintomas manifestados nas pessoas infectadas circulam por aí. No entanto, muitos leigos afirmam que pessoas que estão fora do chamado “grupo de risco” não sofreriam graves problemas causados pelo Covid-19. Porém, não é o que mostra o que vemos agora.

PUBLICIDADE

Matheus Aciole, com apenas 23 anos, faleceu em decorrência de complicações do Coronavírus. Filho de Manoel Balbino, empresário de uma pequena fábrica de bolos em Natal, Rio Grande do Norte. O Jovem Matheus trabalhava com seu pai e sonhava em abrir sua própria confeitaria.

Até o momento, no Brasil, Matheus Aciole é o paciente mais jovem a morrer como vítima do Covid-19, informação que assusta muitas pessoas, pois o jovem estava fora do “grupo de risco”.

PUBLICIDADE

O pai de Matheus, Manoel Balbino, é uma pessoa um tanto quanto assídua nas redes sociais e fez algumas postagens em apoio à postura do Presidente da República, Jair Bolsonaro, apoiando a retomada de todas as atividades e o fim do isolamento social, desmerecendo a crise causada pelo coronavírus no Brasil.

Uma das postagens feitas por Balbino em suas redes sociais chega a falar que a mídia (que ele chama de mídia esquerdista) manipula a vida das pessoas, comparando a crise com episódios como a gripe suína, por exemplo, defendendo que as pessoas não correm tantos riscos quanto está sendo alertado.

PUBLICIDADE

Matheus faleceu na noite da última terça-feira, 31 de março, em um hospital particular da capital do Rio Grande do Norte. De acordo com autoridades locais, apesar de jovem, Matheus era obeso e apresentava quadro clínico de pré-diabetes, fatores que tornam a pessoa parte do “grupo de risco” ao Covid-19. O fato nos mostra que não basta ser jovem para estar fora do grupo de risco, é preciso ser uma pessoa saudável para ter mais chances contra o vírus.

PUBLICIDADE

Escrito por Graziela Hahn

Colunista jovem, interessada nos mais diversos assuntos e comprometida em ser verdadeira com as informações transmitidas ao leitor. Gosta de escrever, principalmente, sobre curiosidades da atualidade.