Morte de Maradona: Cirurgia cerebral, anemia ou parada cardiorrespiratória?

Diego Maradona morre aos 60 anos de idade e a causa é mais comum do que você imagina.

PUBLICIDADE

É fato que Diego Armando Maradona era um astro do futebol latino, da seleção Argentina e do Boca Juniors. Maradona foi um dos grandes nomes da história do futebol e campeão mundial com a seleção da Argentina.

Na manhã de hoje, 25 de novembro de 2020, Maradona sofreu um mal súbito. O ex-jogador estava em casa, se recuperando de uma cirurgia feita no cérebro.

PUBLICIDADE

A imprensa argentina e a rede de Televisão pública do país noticiaram que o astro não resistiu e teve sua morte confirmada. Nos últimos tempos, Diego Maradona vinha deixando seus fãs e familiares preocupados com frequência.

No início do mês de novembro, Maradona foi internado as pressas por conta de suspeitas de anemia. Nessa época, ao ser internado, foi descoberto um pequeno sangramento no cérebro do ex-jogador. Os médicos o submeteram a uma cirurgia para realizar a drenagem do sangue.

PUBLICIDADE

Maradona ficou internado cerca de pouco mais de uma semana após a cirurgia cerebral, recebendo alta no último dia 12 de novembro. O ex-jogador estava em casa, se recuperando da cirurgia, quando sofreu uma parada cardiorrespiratória.

Ambulâncias foram chamadas para prestar os devidos socorros ao ex-jogador que, por sua vez, não conseguiu resistir e acabou falecendo.

PUBLICIDADE

Paradas cardiorrespiratórias são uma causa de morte muito mais comum entre a população, do que se pode imaginar, atingindo cerca de mais de 17 milhões de pessoas por ano no mundo.

PUBLICIDADE

Escrito por Graziela Hahn

Colunista jovem, interessada nos mais diversos assuntos e comprometida em ser verdadeira com as informações transmitidas ao leitor. Gosta de escrever, principalmente, sobre curiosidades da atualidade.