Mortes por corona vírus na Itália aumentam 57% em 24 horas

Neste ultimo domingo, dia 8 de março, a Itália entrou em segundo no ranking dos países mais afetados pelo Corona vírus no mundo, atrás apenas do país onde a epidemia se originou, a China.

PUBLICIDADE

Neste ultimo domingo, dia 8 de março, a Itália entrou em segundo no ranking dos países mais afetados pelo Corona vírus no mundo, atrás apenas do país onde a epidemia se originou, a China. O número de óbitos pela enfermidade subiu para 366 pessoas e o de casos confirmados de pessoas infectadas pelo vírus é de 7.375. em um período de menos de 24 horas, a mortalidade no país subiu 57%, pois no sábado o registro de mortes era 233 pessoas.

 

A região da Lombardia é a mais afetada pela epidemia que se alastra pelo território italiano contando com 4.789 pessoas infectadas e 269 casos de óbito, de acordo com as informações passadas por Angelo Borrelli, o encarregada da proteção civil.

PUBLICIDADE

 

As informações sobre os números referente a infecção impactaram bastante as pessoas que estão dentro do país, pois um grande numero da população. Cerca de 15 milhões de indivíduos ficarão em confinamento por conta de uma medida que vem sendo tomada em toda a Europa para evitar o avanço do vírus.

A partir de 08 de março ate o dia 3 de abril, o acesso, tanto de entrada como de saída da região ficara bastante limitado, de acordo com um decreto que o governo italiano divulgou. A Organização mundial de saúde elogiou aas medidas tomadas pelo governo e disse que era um verdadeiro sacrifício em prol de um bem maior.

PUBLICIDADE

 

As medidas tomadas pelo governo italiano são similares as que foram tomadas em Hubei, uma província chinesa bastante afetada, e onde surgiu a epidemia. Nessa província 53 milhões de pessoas ficaram em isolamento em uma quarentena.

 

A região norte da Itália, o centro econômico e turístico mais importante do país está sobre grande impactado devido a quarentena em que entrou. Milão, por exemplo, acordou deserta na manha do domingo. Ate mesmo o Papa teve que fazer, pela primeira vez na história, a oração dominical através de um vídeo via streaming, mais uma medida para evitar aglomeração e assim também o avanço da epidemia.

PUBLICIDADE

 

PUBLICIDADE

Escrito por Lucas Alves

Colunista dedicado e focado a escrever artigos de qualidade sobre Noticias, TV, Famosos e demais assuntos.