Motoboy conta as graves agressões que sofreu da polícia

Segundo a vítima, as agressões foram sofridas dentro da viatura.

PUBLICIDADE

O Brasil ficou assustado novamente com mais um caso de violência praticada pela polícia na tarde da terça-feira, dia 14 de julho, em que um entregador de moto sofreu violência pela polícia quando foi abordado pela Polícia Militar no estado de São Paulo. O jovem afirma que foi sufocado e após ser preso continuou a ser agredido pelos policiais militares dentro da viatura.

Quando foi abordado pela polícia o motoboy estava junto a um protesto que os entregadores por aplicativos faziam pedindo condições melhores para trabalhar. Os oficiais imobilizaram o jovem com uma gravata, golpe que o prendeu pelo pescoço e o deixou sem ar, tanto que ele chegou a gritar que não conseguia respirar.

PUBLICIDADE

Em um vídeo publicado, o motoboy revela que sofreu ameaças, foi eletrocutado enquanto o levavam para a delegacia. Ainda afirma que mais de seis policiais participaram da ação. O jovem ainda contou que havia uma policial que queria exibi-lo como premiação e ameaçou matá-lo.

O rapaz contou em seu vídeo que estava muito abalado com a violência que sofreu. Sua moto ficou presa. Segundo ele foi lhe roubado o direito de se manifestar e que a polícia exagerou em sua conduta, pois ele não estava em atitude suspeita, estava parado e mesmo assim foi agredido.

PUBLICIDADE

A Secretaria de Segurança Pública disse que as imagens do vídeo gravado pelo entregador serão avaliadas pela Corregedoria da Polícia Militar.

Ainda em nota divulgada, a Polícia Militar afirmou que o rapaz somente sofreu a abordagem porque a placa de sua motocicleta estava encoberta e que o motoboy resistiu à ação da polícia, por isso foi contido. Ainda segundo a PM a Carteira do rapaz estava com a validade ultrapassada.

PUBLICIDADE

 

PUBLICIDADE

Escrito por Redator News Hero

Sou especialista em notícias da TV, fofocas de famosos e acontecimentos em geral. Também escrevo sobre acontecimentos no meio político.