Mulher convida a família para um almoço, mas um deles leva o COVID-19 sem saber

Ela morreu após 22 dias da reunião familiar.

PUBLICIDADE

Zemilda Silva do Nascimento de 54 anos, havia acabado de realizar o sonho conquistar a casa própria na cidade de Mogi das Cruzes, ela morava com o filho de 14 anos que tem síndrome de Down.

No dia 19 de abril ela reunir toda a família para participar de um almoço, ela estava com vontade de comer uma lasanha, 6 pessoas participaram do almoço, ninguém tinha sintomas de covid-19, achavam até mesmo que isso não iria chegar até eles.

PUBLICIDADE

A irmã mais velha Zileide Silva de 56 anos, falou que recebeu o convite da sua irmã para essa reunião porque ela estava com vontade de comer lasanha, estavam presentes, cunhado, irmão, sobrinha.

Pedro tinha estado com dor de ouvido, mas naquele dia ele estava bem, ela acredita que ele estava doente e todos que compareceram ao almoço acabou pegando, Zieide disse que o resultado dele deu positivo, ela não participou do almoço porque estava trabalhando no dia, mas alguns dias após o almoço, Zemilda Começou a sentir os sintomas da COVID-19.

PUBLICIDADE

Ela foi levada para a unidade de pronto atendimento em Mogi das Cruzes e foi mandada para casa, segunda família, eles precisaram chamar o SAMU novamente para levar ela para o hospital, precisou ser entubada, mas não resistiu.

A Secretaria Municipal de Saúde disse que Zemilda Silva do Nascimento, deu entrada na UPA nos dias 23 e 27 de abril, estava com febre, coriza e tosse, foi atendida pelo médico, medicada e orientada para voltar para casa e manter o isolamento social, se agravasse os sintomas deveria voltar rapidamente para o hospital.

PUBLICIDADE

No dia 28 de abril ela voltou para o hospital, foi internada, o caso agravou e foi encaminhada para a UTI onde permaneceu 12 dias em tratamento, mas infelizmente no dia 11 de maio veio a falecer. A Secretaria Municipal de Saúde lamentou a perda da família e está à disposição de todos para esclarecimento.

Após a internação de Zemilda, todos que participaram do almoço passaram a sentir a ter sintomas da do coronavírus. Pedro de 14 anos que tem síndrome de Down, foi morar com a tia, Zemilda era conhecida por ser uma pessoa alegre e participativa.

 

PUBLICIDADE

Escrito por Marcos Antonio Martins

Marcos Martins, é mineiro da gema, nasceu no dia 30 de abril 1975, tem dois filhos lindos que não sabe se parece com ele ou com sua esposa, é cheio de defeitos, mas as qualidades são perceptíveis.