Mulher grávida e homem foram queimados dentro do carro

Homem e mulher grávida são queimados dentro do carro

PUBLICIDADE

Ellen Priscila Ferreira da Silva, de 24 anos, e Ely Carlos dos Santos, de 39 anos foram encontrados carbonizados dentro de um carro. A polícia acredita que eles foram amarrados no carro e queimados ainda vivos. Os criminosos jogaram gasolina no carro e riscaram o fosforo.

Como os corpos estavam irreconhecíveis por estarem completamente queimados, foi difícil identificar a olho nu quem seriam as vítimas, mas familiares reconheceram o carro que seria de Priscila. Após o veículo ser identificado, os corpos foram levados para fazer o exame de DNA para terem certeza que era Ellen e Carlos. O material foi recolhido para exame e se encontra em um laboratório especializado.

PUBLICIDADE

Polcia trabalha com a hiptese de que Ely Carlos tinha dvida com traficante - ReproduoRedes sociais - ReproduoRedes sociais
Ely Carlos – Fonte: UOL

Ellen estava grvida de um dos suspeitos - ReproduoRedes sociais - ReproduoRedes sociais
Ellen Priscila grávida – Fonte: UOL

PUBLICIDADE

O crime aconteceu em outubro, mas os corpos só foram encontrados muitos dias após o crime. E só foi possível encontrar o carro com as vítimas dentro depois que 4 suspeitos envolvidos no crime foram presos. Os criminosos contavam com três homens (de 19, 35 e 38 anos) e uma mulher, de 26 anos. Um crime bárbaro que teve envolvimento desses 4 elementos.

Os três homens foram encaminhados para a cadeia de Penápolis e a mulher para a cadeia de Nhandeara. Infelizmente a prisão é temporária por 30 dias por serem apenas suspeitos de realizarem este crime banal.

PUBLICIDADE

O delegado responsável pela apuração do caso relatou ao OUL que foi um crime premeditado e que inclusive foi um crime cruel. Além disso, ele conta que um dos suspeitos teria consolado a mãe de Ellen pessoalmente após a morte ter sido confirmada. Acerca do envolvimento no crime, apenas a mulher de 36 anos e o homem de 19 anos assumiram participação nos dois homicídios, já os demais negaram qualquer relação com o caso. O fato é que, o caso será apurado pela polícia daqui em diante.

O delegado também confirmou que a vítima estaria grávida de quatro meses de um dos suspeitos que teria queimado Ellen, que inclusive é casado com a mulher de 36 anos que assumiu ter participado do crime e que também está grávida

Hipóteses que a polícia levantou.

A Polícia Civil levantou três hipóteses (crime passional, dívidas de drogas e vingança) para esclarecer a causa do crime. A primeira seria que Carlos e Ellen tinham alguma dívida de drogas comum traficante que também participou do crime; a segunda que Ellen não aceitava realizar o aborto de um dos homens envolvidos no caso que é casado com a mulher de 36 anos.

 

PUBLICIDADE

Escrito por Toda Mídia Digital

Colunista de notícias dedicado a todo e qualquer tipo de nicho, entre elas estão tv, famosos, curiosidades, humor e demais coisas.