Mulher que chegou a ser presa por racismo volta a atacar vizinhos: “Preta, porca, maloqueira”, além de outros xingamentos de baixo escalão

A nova colagem da mulher se refere a uma de suas vizinhas, também já ofendida em outras ocasiões, como "preta retinta", "porca" e "maloqueira", além de outros xingamentos de baixo calão (veja imagem acima).

PUBLICIDADE

Mulher que foi denunciada por vizinhos após escrever ofensas racistas contra os moradores de um condomínio em Santos litoral de São Paulo, voltou a colar na porta novas ofensas contra uma moradora.

O novo Bilhete fixado a porta do apartamento da nutricionista de 56 anos, havia várias palavras ofensivas chamando a mulher de “preta” e “tinta porca” “maloqueira” além de outros xingamentos.

PUBLICIDADE

A mulher que está sendo investigada pela polícia chegou a ser presa acusada de ameaçar os vizinhos do condomínio e também por injúria, mas acabou sendo solta na audiência de Custódia.

PUBLICIDADE

Anteriormente ela havia colado bilhetes na porta do apartamento se referindo a negros como de espírito imundo e escória da sociedade, o caso foi registrado na 10ª DP de Santos, um boletim de ocorrência foi feito contra ameaça no dia 5 de abril.

PUBLICIDADE

Ela chegou a ser presa justamente por ofender os vizinhos com palavras racistas, mesmo após ela ter sido presa ela voltou a colar bilhetes nas portas de alguns vizinhos com palavras ofensivas.

No último domingo (9) ela retornou os ataques, Jorge Álvaro Gonçalves da Cruz delegado responsável pelo caso afirmou que os crimes estão sendo analisados pela Polícia Civil, tudo estão em curso e o Ministério Público irá definir o relatório final do inquérito.

Segundo o delegado o crime de racismo é um crime grave injurias geralmente não acontece nada, mas no caso do racismo a mulher pode até ser detida.

 

PUBLICIDADE

Escrito por Informe Cl

Colunista de notícias dedicada a escrever artigos de qualidade sobre saúde, TV, notícias de grande repercussão, notícias gospel e demais assuntos.