Mulher que espalhou fake news sobre caixões em BH se desculpa em vídeo: “Estou arrependida”

Valdete Zanco espalhou fake news de caixões com pedras e madeiras e acusou o prefeito de BH de ser responsável pelo que estava acontecendo. Ela pode pegar até 9 anos de prisão.

PUBLICIDADE

Valdete Pereira Zanco, a mulher responsável por espalhar a fake news, sobre os caixões enterrados com paus e pedras nas redes sociais, fez a gravação de um vídeo para se desculpar pelo ocorrido. No vídeo, Valdete pede desculpas para as pessoas que se ofenderam com o vídeo fake  e declara que não teve a intenção de espalhar mentira.

Conforme suas palavras, ela se retrata dizendo: “Quero, diante de todos, pedir desculpa, perdão”. Em seguida Valdete diz, que não tinha a intenção, que não propagou. A mulher também aproveitou a gravação para agradecer e disse estar arrependida e triste com tudo que aconteceu. “Sofri bastante com tudo isso”.

PUBLICIDADE

O vídeo foi divulgado nas redes sociais quarta-feira, 6. Um dia antes, o advogado de Valdete, Alexsander Pereira, soltou uma nota informando que sua cliente já havia se apresentado à Polícia Civil para prestar esclarecimentos.

De acordo com as palavras da defesa da mulher, ela teria postado o vídeo com informações fake em um grupo de sua família e, acabou se espalhando sem sua aprovação. A nota relata que, desconhecem a maneira como o vídeo ganhou notoriedade e repercutiu nas redes sociais.

PUBLICIDADE

No vídeo que repercutiu e se tornou um dos assuntos principais nos últimos dias, Valdete surgia afirmando em tom de deboche, que  a cidade de Belo Horizonte, estava infestada por coronavírus e que parentes de vítimas mortas, se surpreenderam ao abrir os caixões de seus entes queridos e se deparar com pedras e madeiras. Segundo ela, esse era um modo de ‘aumentar’ o que não era real, ironizando sobre essa doença que já fez muitas vítimas fatais.

Valdete afirmou no vídeo, que essa situação estava acontecendo em Minas, principalmente em Belo Horizonte, disparando criticas ao prefeito, Alexandre Kalil do PHS e aos demais políticos.

PUBLICIDADE

Se condenada, Valdete pode pegar até nove anos de prisão, pagar multas pelos crimes de difamação e calunia contra autoridades públicas e por causar pânico na população, conforme explicou o delegado que acompanha o caso.

 

PUBLICIDADE

Escrito por Luh Me

Colunista de notícias, dedicada a Tv e famosos, notícias, entretenimento, saúde, receitas culinárias e curiosidades.