Mulher que morreu soterrada em Petrópolis teria usado próprio corpo para proteger e salvar a vida dos filhos e dos netos: “Sempre pensou na família”

Para proteger um neto de 3 anos e um filho de 19 anos, Patrícia usou seu próprio corpo enquanto a água e a lama invadiam sua casa e destruía tudo.

PUBLICIDADE

Patrícia Cristina Pinto de 47 anos foi descrita por sua família como uma mulher que sempre pensava na família em primeiro lugar.

Isso Ficou claro quando a chácara em que ela morava no bairro Chácara Flora em Petrópolis veio abaixo no deslizamento de terra na última terça-feira.

PUBLICIDADE

Para proteger um neto de 3 anos e um filho de 19 anos, Patrícia usou seu próprio corpo enquanto a água e a lama invadiam sua casa e destruía tudo.

Os dois conseguiram sobreviver graças ao sacrifício que a mulher fez para protegê-los e salvá-los. Patrícia foi encontrada com vida pelo filho Gabriel Martinho Pinto que também estava na casa no momento do desabamento.

PUBLICIDADE

O jovem conseguiu se livrar dos escombros para socorrer a mãe e o irmão, mas ela estava muito ferida e acabou morrendo. Patrícia era avó de quatro netos e mãe de três filhos, seu corpo foi sepultado nesta sexta-feira sobre forte comoção no Cemitério Municipal de Petrópolis.

Gabriel deixou claro que sua mãe sempre pensava na família e que mesmo no momento em que sua vida estava em risco, ela continuou pensando na família, pois ao jogar seu corpo sobre o filho e o neto ela os salvou, ele descreveu a mãe como uma pessoa extremamente amorosa.

PUBLICIDADE

Infelizmente Patrícia não resistiu, mas deixou seu legado de mulher que amou a família, os filhos e os netos até o fim.

 

PUBLICIDADE

Escrito por Informe Cl

Colunista de notícias dedicada a escrever artigos de qualidade sobre saúde, TV, notícias de grande repercussão, notícias gospel e demais assuntos.