Mulher trans chamada de Fofão desabafa: “Não vou me prostituir, não tenho emprego, vou pedir ajuda para as pessoas”

A mulher trans Juju Oliveira, que é chamada de “Fofão” nas ruas de São Paulo, conta que não tem emprego, nem meios de arcar com os gastos do dia a dia, bem como o tratamento para recuperar o rosto deformado.

PUBLICIDADE

A mulher trans Juju Oliveira é conhecida na região por todos como Fofão, ela conta que está desempregada não tem recursos para arcar com os gastos mínimos do dia a dia e muito menos para o tratamento para recuperar o rosto deformado.

Juju está usando a internet para pedir ajuda financeira pois tem sofrido bullying tem passado muitas dificuldades por não está trabalhando.

PUBLICIDADE

As pessoas chegam dizer para ela trabalhar, Juju disse que com rosto assim é muito difícil por isso tem pedido ajuda para arcar com as necessidades básicas e poder realizar a cirurgia, disse que não vai se prostituir não tem emprego e abriu uma página nas redes sociais para pedir ajuda.

PUBLICIDADE

É algo que necessita muito nesse momento não é algo para embelezar mas é para tirar essa deformidade que ficou, são situações que acontecem infelizmente e ela nesse momento não tem como arcar com a cirurgia e até mesmo com remédios e alimentação.

PUBLICIDADE

Pede que as pessoas que possam ajudar qualquer quantia possam entrar nas redes sociais e colaborar, está necessitando muito com a condição que está vivendo e com rosto dessa forma todo deformado não arruma emprego como atendente em uma loja é muito difícil e as pessoas acabam rejeitando ela por essa situação.

Por isso necessita da ajuda de pessoas que venham se sensibilizar da dor que ela está passando nesse momento, Juju anda pelas ruas de São Paulo é muito conhecida é tratada como Fofão, o rosto inchado foi de uma cirurgia mal realizada.

 

PUBLICIDADE

Escrito por Informe Cl

Colunista de notícias dedicada a escrever artigos de qualidade sobre saúde, TV, notícias de grande repercussão, notícias gospel e demais assuntos.